Na água e no ar!
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Na água e no ar!

Quem será capaz de segurar a seleção brasileira?

Thiago Blum

28 de fevereiro de 2019 | 20h09

2018 foi, de novo, o ano do Brasil no circuito mundial.

Nas etapas com ondas de linha… nos tubos… e quando foi preciso ir além dos limites.

Os gringos até tentam, mas os brazucas usam e abusam dos aéreos em qualquer condição.

Yago Dora não economiza.

Ítalo Ferreira encontra caminhos quase impossíveis.

Com a artilharia aérea, os troféus não ficaram em mãos verde e amarelas só em duas das 11 etapas da temporada.

E pra melhorar, a WSL confirmou três competições paralelas para 2019.

A antiga ‘Expression Session’ voltou, patrocinada e tudo mais.

Gold Coast (AUS), Keramas (IND) e Hossegor (FRA) vão sediar os eventos.

E como agora só valem os aéreos, a disputa pode render mais alguns dólares para nossa tropa de elite.

Como não apostar em Filipe Toledo?

Ou você prefere o estilo do bicampeão mundial Gabriel Medina?

Go for it !!! No mar e no ar!!!

por @thiago_blum

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.