News: Keramas, Tasmânia & Rio de Janeiro
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

News: Keramas, Tasmânia & Rio de Janeiro

WSL, marmanjos e juniores em ação pelo mundo

Thiago Blum

13 de maio de 2019 | 13h48

 

Ítalo Ferreira estreou a defesa do título com vitória em Bali

O swell entrou com tudo nos 4 cantos do mundo no fim de semana.

E teve competição de sobra.

Em Bali, na Indonésia, começou a 3ª etapa dos circuitos masculino e feminino da WSL.

Dos 13 brasileiros do evento, 9 avançaram direto para o round 3.

Entre os meninos, destaque para Filipe Toledo, que conseguiu a melhor nota e o maior somatório do dia.

Gabriel Medina penou, mas avançou direto para a fase 3

Campeão em Keramas no ano passado, Ítalo Ferreira também venceu sua bateria.

Gabriel Medina não surfou como de costume, mas passou, ao lado de Jadson André, Michael Rodrigues, Peterson Crisanto, Yago Dora e Caio Ibelli.

Willian Cardoso, Deivid Silva e Jesse Mendes vão disputar a repescagem.

No feminino, Tatiana Weston-Webb passou direto e Silvana Lima terá que passar pelo round 2.

Mateus Herdy voando rumo a mais um título na carreira

No Rio de Janeiro, dobradinha verde e amarela na Barra da Tijuca.

Mateus Herdy e Tainá Hinckel não deram mole pra ninguém no Oi Pro Junior Series. etapa de abertura do circuito sul-americano sub-18 da WSL.

Tainá Hinckel campeã no Rio de Janeiro

Mas não foi só na pranchinha que deu Brasil, não.

A festa ficou completa com vitória também no longboard.

Favorita, Chloé Calmon largou na frente na corrida pelo título sul-americano

Líder do circuito mundial, Chloé Calmon era aposta mais que certa.

Ela respondeu à risca e faturou os U$ 1200 da campeã.

No masculino, vitória de outro favorito, o peruano Piccolo Clemente.

Teve ação na Ásia e América do Sul.

Mas foi na Austrália que o bicho pegou pra valer.

Nathan Florence, campeão do ‘Red Bull Cape Fear 2019’

Surfar nas paredes insanas de Shipstern Bluff não é pra qualquer um.

Ser campeão lá, menos ainda.

Não por acaso, o troféu da edição 2019 do ‘Red Bull Cape Fear’, realizado nas perigosas ondas da Tasmânia, ficou nas mãos de um cara de sobrenome famoso.

Nathan, o havaiano menos falado da família Florence, dropou com a mesma categoria do irmão John John e deixou pra trás os outros 19 atletas, que além das bombas de mais de 5 metros, tiveram que enfrentar o vento forte e a temperatura da água, em torno de 12 graus.

Mick Fanning também desafiou as direitas de Shipstern Bluff

Tricampeão mundial, Mick Fanning, que se aposentou das competições da WSL no ano passado, também se arriscou nas direitas da Tasmânia e acabou eliminado na fase de classificação.

Pedro Scooby foi o representante brasileiro no evento

Pela 1ª vez, o Brasil teve um representante a competição especial promovida pela Red Bull.

Big rider experiente, Pedro Scooby encarou o desafio e botou pra baixo.

É esperar a próxima edição, ou melhor… a próxima dose completa de adrenalina e coragem.

por @thiago_blum

Tendências: