Novo formato da WSL
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Novo formato da WSL

Entidade oficializa mudanças nas etapas da divisão de elite

Thiago Blum

15 de março de 2019 | 23h43

Elevar o desempenho dos atletas e se aproximar mais dos fãs.

Competições diretas e mais interessantes para os espectadores.

São os objetivos de quem comanda a Liga Mundial de Surfe.

Por isso, a partir da etapa da Gold Coast, que abre a temporada na Austrália, a caminhada até o título será diferente em em relação aos anos anteriores.

Temporada da elite começa nas ondas perfeitas da Gold Coast

A WSL apresentou de forma oficial como serão as disputas dos principais campeonatos do calendário.

A principal novidade? Mais confrontos homem a homem.

Abaixo, o diagrama apresentado pela entidade.

Explicando fase a fase.

Round 1: As baterias se mantém com 3 atletas. Em 2018, só o 1º colocado avançava direto para a 3ª fase, agora os dois melhores pulam a repescagem.

Round 2 (repescagem): 4 baterias de 3 surfistas. 1º e 2º colocados seguem no evento, o 3º fica na 33ª posição.

A partir do round 3, apenas confrontos mano a mano.

Round 3: 16 baterias. Quem perde, termina a etapa em 17º lugar.

Round 4 (oitavas): 8 baterias. Derrotados terminam em 9º.

Em seguida, acontecem quartas de final, semifinais e final.

As etapas femininas terão o mesmo formato, só que com uma fase a menos.

O sistema mudou um pouquinho.

Mas aposto mais uma vez no equilíbrio.

por @thiago_blum