Olhos no ontem, hoje… e amanhã!
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Olhos no ontem, hoje… e amanhã!

Agência paulista é referência na formação e acompanhamento da imagem de surfistas brasileiros

Thiago Blum

08 de dezembro de 2020 | 10h40

Deivid Silva – foto: Dani Grubba / TheOne

No esporte, normalmente a gente só acompanha o topo.

O estágio final.

O atleta pronto.

E na maioria dos casos, nos acostumamos com isso.

Sem nos dar conta de que em cada história, houve um longo e doloroso processo.

A verdade é que para alcançar os objetivos e sonhos, é preciso esforço e trabalho pesado do esportista.

Mas não apenas dele.

Sucesso no alto rendimento tem um sinônimo ‘invisível’: equipe.

E no surfe não é diferente.

Ed Groggia – foto: Dani Grubba / TheOne

Preparador físico, nutricionista e fisioterapeuta são os primeiros profissionais que vem a mente na formação suplementar de um atleta.

Mas há vários anos… e hoje mais do que nunca, a imagem é um diferencial.

É aí que uma agência especializada entra “em campo”.

E sim… faz toda a diferença.

No segmento surfe, a ‘TheOne’ se destaca.

Aparece como uma série de ondas de vantagem, quando se trata de “proporcionar ao talentos escolhidos, a oportunidade de desenvolver o máximo potencial em performance”, como diz o texto logo na primeira página do site.

Em seguida vem o complemento: “A TheOne profissionaliza a gestão da carreira de surfistas profissionais excepcionais em talento e performance, para proporcionar a eles a tranquilidade necessária para que haja foco no que fazem de melhor – SURFAR”.

Um trabalho em família, que desde cedo curtiu e aproveitou as ondulações do litoral paulista.

Os primos Marcelo e Dani Grubba são os sócios.

Marcelo, o ‘Team Manager’.

Daniel, o criador de conteúdo, fotógrafo e filmmaker.

Ambos movidos pela paixão em transformar a realidade de surfistas profissionais e amadores. Em acreditar nos sonhos e maximizar seus talentos. Com a missão de além de colocá-los entre os melhores surfistas do mundo, torná-los relevantes e influentes em suas redes de conexão.

Alex Ribeiro – foto: Dani Grubba / TheOne

O time de craques é de altíssimo nível.

Deivid Silva e Alex Ribeiro estão entre os tops da World Surf League. A partir desta terça-feira começam a corrida da nova temporada do mundial, com a largada do Pipe Masters, em Pipeline, no Havaí.

Marcos Correa (atual líder do circuito da CBSurf) e Ed Groggia correm o QS, com grande potencial de chegar a elite da WSL.

Assim como Igor Moraes e Júlia Santos, campeões brasileiros de 2019.

E claro, tem apoio dos mais jovens.

Colecionador de taças, Caio Costa é uma das principais promessas do país. Entre outras conquistas, foi campeão Brasileiro Sub-18 / Junior Tour CBSurf 2020, campeão Brasileiro Sub-16, 4X campeão do Circuito ‘Rip Curl Grom Search’,  com direito a vaga na final mundial em Bells Beach, Austrália, além do bicampeonato Paulista, no ‘Circuito Hang Loose Surf Attack’.

O mais novo do grupo é Vini Palma, de apenas 8 anos, mas não menos vencedor.

Entre os troféus, o Campeão de Sul-Americano Sub-10 pela WSL.

Em comum? Todos das praias de São Paulo.

Caio Costa – foto: Dani Grubba / TheOne

Tubos e Aéreos conversou com Dani Grubba, amante da cultura surfe, colecionador de revistas especializadas.

Começou a carreira aos 21 anos, nos sites Câmera Surf e Surf Repórter.

Se formou em Teologia, com especialização em Filosofia.

Trabalhou na área de marketing de editoras acadêmicas, e também com tecnologia mobile.

E não fica longe do mar, de jeito nenhum.

E claro… pega onda.

Daniel Grubba, sócio da TheOne Sports Agency

Em linhas gerais, qual é o trabalho da ‘TheOne’?

Nosso trabalho é fazer a gestão da carreira e imagem da nossa equipe de atletas e também a criação de conteúdo, não somente para os atletas, mas também para as marcas que apoiam nosso time de surfistas. Nosso objetivo e missão, é maximizar a capacidade de nossos atletas e ajudá-los a chegar no topo procurando os melhores patrocínios e parceiras.

De onde veio a ideia de acompanhar atletas do surfe?

O Marcelo e eu – sócios da ‘TheOne’ – somos apaixonados pelo surfe desde a infância. Somos de Santos e o surfe sempre esteve presente em nossas vidas. Então o Marcelo, que já era empresário bem sucedido no setor de transportes e gastronômico, resolveu investir também no surfe, e passou a ajudar muitos atletas. Ajudava com passagens, pranchas, hospedagem para conseguirem competir e chegar na elite do surfe mundial. E daí nasceu a ‘TheOne’. Logo no primeiro ano de investimento colocamos o Deivid Silva na elite. E no ano seguinte, o Alex Ribeiro retornou também. Daí começamos a percebemos a importância dos atletas terem bons patrocinadores para competirem no tour, e não somente isso, a importância também de terem bom conteúdo, porque isso agrega muito valor ao trabalho do atleta e das marcas patrocinadoras. Começamos a investir em fotos e videos, e hoje nossa agência se destaca através da criação de conteúdo para os atletas e marcas.

Marcelo Grubba, sócio da TheOne Sports Agency

Quais são as maiores dificuldades na hora de ‘cuidar’ dos profissionais?

Acredito que são duas dificuldades principais. A primeira é em relação aos patrocinadores. São poucas as marcas de surfe investindo nos atletas. E isso se agravou na pandemia. E as marcas fora do segmento geralmente querem associar seu nome com os nomes de maior destaque como Medina, Ítalo e Felipe Toledo. Um outro ponto que hoje tentamos melhorar ,é sobre o marketing de influencia. Procuramos melhorar a postura dos atletas nas redes sociais para que as marcas não os vejam apenas como competidores, mas como influenciadores e criadores de conteúdo.

E as principais ‘carências’ deles fora da água?

Um surfista profissional se dedica integralmente a profissão. Então para além do surfe e dos treinos, temos que ir atrás de tudo que eles precisam para se desenvolverem: nutricionista, psicólogo do esporte, treinador, preparador físico, marcas que trabalham com acessórios. Mas talvez a principal carência seja de patrocinadores que acreditem nos sonhos desses jovens super talentosos. Estamos fazendo de tudo para chamar atenção através de excelentes resultados em competições (e neste sentido a ‘TheOne’ faz pódio quase toda semana), através de fotos e videos de qualidade insuperável, e toda estrutura de agenciamento. Alguns dos nossos atletas ainda moram em comunidades bem carentes. Queremos mudar essa realidade.

Júlia Santos – foto: Dani Grubba / TheOne

A agência trabalha com competidores da elite, do QS, mulher e criança. Com quem a relação é mais complicada?

Acho que cada fase e categoria tem seus desafios. Porém o profissional é mais desafiador, pois os custos para os atletas viajarem e competir são muito altos. Também temos em nossa equipe a Julia Santos, campeã brasileira e extremamente talentosa. Somente esse ano ganhou duas vezes a competição do ‘Bico Branco’, mas ela nunca teve um patrocinador principal. Ele é uma linda mulher negra e empoderada, mas infelizmente as marcas de surfe feminino continuam investindo no perfil padrão: loira de olho azul. Infelizmente no surfe, ainda temos que lidar com estereótipos e racismo.

Qual foi o lugar mais incrível que esteve por causa do seu trabalho?

Foram vários lugares mágicos. Havaí, França, Portugal, Espanha, Califórnia. Porém, o melhor lugar em termos de produção de conteúdo, sem dúvidas, foi nas Maldivas. Lugar paradisíaco, altas ondas, e povo acolhedor. Nossos videos de lá são incríveis e estão no ‘Série ao Fundo’ (canal no Youtube).

Igor Moraes – foto: Dani Grubba / TheOne

Quais são os próximos passos da agência?

Nosso objetivo é consolidar nossos atletas do WQS como os melhores surfistas do Brasil. E já temos 3 nomes do topo do ranking CBSurf (Campeonato Brasileiro). E fazer uma excelente campanha também na elite do surf mundial com o Deivid Silva e Alex Ribeiro. No final de 2021, queremos colocar outros nomes na elite junto com eles. Queremos ser a maior agência do país. Chamar atenção das marcas para que lutem pelos sonhos desses jovens.

por @thiago_blum

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.