As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

QS 10 mil de Portugal

15 baterias abrem as disputas em Ericeira

Thiago Blum

24 de setembro de 2019 | 16h53

Miguel Pupo – foto: WSL

Boas ondas em Ribeira D’Ilhas.

E o ‘EDP Billabong Pro’ começou quente e com alto nível de surfe.

A organização colocou as baterias cedo na água e 15 disputas rolaram na tradicional região de Ericeira.

Dos 4 brasileiros que surfaram no round de abertura,  destaque para Matheus Navarro, dono do maior somatório com 14,24.

Samuel Pupo acompanhou o compatriota e também avançou para a fase seguinte.

Marco Fernandez e Bino Lopes se despediram logo na estreia.

Samuel Pupo – foto: WSL

Como o mar estava bom, a direção de prova tocou o campeonato e 7 baterias do round 2 foram definidas.

Aí quem brilhou foi o irmão mais velho dos Pupo.

Após o título do QS 10 mil na Espanha e o 3º na semana passada no QS 6 mil da Ilha dos Açores, Miguel está muito perto de uma das 10 vagas da divisão de acesso para o WCT em 2020.

À espera da confirmação oficial da WSL, ele começou a campanha com a nota e a soma mais altas da terça-feira.

Fez um 8,83 e se classificou com total de 15,33.

Krystian Kymerson – foto: WSL

Além dele, mais dois brazucas já se garantiram na 3ª fase do evento.

Krystian Kymerson e Flávio Nakagima avançaram e terão um tempinho a mais de treinos nas ondas portuguesas.

A principal baixa do dia foi Michael Rodrigues.

As pranchas dele foram extraviadas pela companhia aérea portuguesa, MR surfou com equipamento emprestado, ficou em 4º lugar e deu adeus ao torneio.

Michael Rodrigues – foto: WSL

Mais 19 representantes do time brasileiro ainda vão competir no round 2.

Na lista, nada mais nada menos que Ítalo Ferreira, Deivid Silva, Jadson André – atual líder do WQS – Willian Cardoso, Yago Dora, Jesse Mendes e Alex Ribeiro.

O QS 10 mil de Portugal termina no domingo.

por @thiago_blum

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.