Quiksilver Pro Gold Coast – dia 1
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Quiksilver Pro Gold Coast – dia 1

7 brasileiros avançam direto para a 3ª fase, 5 vão disputar a repescagem

Thiago Blum

03 de abril de 2019 | 15h18

Gabriel Medina de olhos atentos na ondulação de Duranbah – foto: WSL

Mudança de pico. Mar complicado. Novidades no formato.

A abertura do circuito mundial da WSL foi digamos, estranho… mas longe de não ser excitante.

Ao contrário das tradicionais direitas longas e lisas de Snapper Rocks, o Quiksilver Pro Gold Coast começou em Duranbah, com ondas mexidas, difíceis e para os dois lados.

Nessas condições, muita gente boa não se deu bem.

Caras como Julian Wilson, Owen Wright e Jordy Smith terminaram na última posição de suas disputas.

Gabriel Medina – foto: WSL

Para Gabriel Medina, vida normal.

Soltou as manobras, voou quando foi preciso, fez a melhor nota do dia – um 8,17 – e venceu sua bateria.

Além do bicampeão, Yago Dora e Michael Rodrigues venceram na estreia.

Filipe Toledo, Ítalo Ferreira, Jesse Mendes e Deivid Silva terminaram em 2º e também avançaram direto para o round 3.

Yago Dora – foto: WSL

Jadson André, Peterson Crisanto, Caio Ibelli, Willian Cardoso e o convidado Mateus Herdy terão que disputar a repescagem, que a contrário do que acontecia até o ano passado, será dividida em 4 confrontos com 3 atletas. Os dois melhores seguem vivos, os terceiros colocados terminaram a etapa na 33ª colocação.

Caio Ibelli e o quiver para o Quiksilver Pro Gold Coast – foto: @caioibelli

Confira os duelos:

heat 1: Julian Wilson (AUS) x Leonardo Fiovaranti (ITA) x Mateus Herdy

heat 2: Jordy Smith (AFS) x Ricardo Christie (NZL) x Caio Ibelli

heat 3: Kelly Slater (EUA) x Owen Wright (AUS) x Peterson Crisanto

heat 4: Jadson André x Willian Cardoso x Sebastian Zietz (HAW)

por @thiago_blum