Skimboard: surfe na areia (ou quase)
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Skimboard: surfe na areia (ou quase)

Lucas Fink representa o Brasil no mundial da modalidade

Thiago Blum

09 Agosto 2018 | 20h07

Eu sempre chamei de ‘sonrisal’.

Não importava se o nome era o mesmo de um ‘efervescente de ação rápida’.

Simplesmente adotei aquela diversão deliciosa nos dias sem ondas.

Afinal, deslizar sobre uma pequena peça de madeira numa camada fina de água à beira do mar, era alegria certa nos finais de tarde em Guaecá, litoral norte de São Paulo.

Só que como aconteceu na maioria das modalidades de prancha nas últimas décadas, a brincadeira virou coisa séria.

Mais que isso. A evolução mudou a linha, mudou a rota. O caminho que era paralelo, virou em direção ao mar… um ataque às ondas que quebram perto da areia.

Nascia mais um esporte: o skimboard.

crédito: Marcelo Maragni/ Red Bull Content Pool

Como no surfe, o objetivo é percorrer o máximo e manobrar forte.

Como no surfe, temos candidato ao título mundial.

Perto de completar 20 anos, Lucas Fink é o primeiro brasileiro que vai disputar todas etapas do circuito numa mesma temporada.

crédito: Marcelo Maragni/ Red Bull Content Pool

O carioca já levantou títulos brasileiros e dois mundiais na categoria amadora. Agora, busca o troféu entre os profissionais.

Nos dois eventos já realizados, Fink venceu em Santa Cruz, na Califórnia (a primeira de um brasileiro fora do país) e parou nas quartas de final    em Outer Banks, na Carolina do Norte.

crédito: Marcelo Maragni/ Red Bull Content Pool

Nos próximos 3 finais de semana, nosso fenômeno do skimboard disputa etapas nos Estados Unidos.

Dá uma olhada no garoto em ação…

https://youtu.be/fWEXi4KRJPk 

crédito: Marcelo Maragni/ Red Bull Content Pool

E comece a torcer por mais um caneco internacional.