Só sobrou Chloé
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Só sobrou Chloé

Brasileira é a única com chance de título na Austrália

Thiago Blum

09 de março de 2019 | 14h18

O penúltimo dia da 1ª etapa do Mundial de Longboard não foi tão boa.

Dos quatro brasileiros que seguiam com chances de levantar o troféu em Nossa, no estado de Queensland, só Chloé Calmon avançou.

A vice-campeã mundial de 2016 e 2017 não se importou com a mudança do evento para Castaways Beach e despachou a local Tully White.

Nas quartas de final, ela vai enfrentar a havaiana Kirra Seale.

Atalanta Batista não achou boas ondas no round 4 e foi eliminada pela australiana Emily Lethbridge.

No masculino, duas disputas e duas derrotas.

Phil Razjman fez duelo de campeões no round 5 e parou o sul-africano Steven Sawyer, número 1 do mundo no ano passado.

Rodrigo Sphaier fez um duelo equilibradíssimo contra o americano Tony Silvagni.

Conseguiu a melhor nota da bateria, mas perdeu por menos de meio ponto.

O Noosa Longboard Open termina neste domingo.

por @thiago_blum

fotos e colaboração de Isabela Rangel (@isarangel) e Daniele Santos (@danicsantos)