Vale 3 mil!!!
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Vale 3 mil!!!

Dada a largada para mais um evento da divisão de acesso na Austrália

Thiago Blum

25 de fevereiro de 2020 | 12h19

Dakota Walters é um dos vários australianos garantidos no round 3 em Avoca Beach – foto: Ethan Smith / WSL

28 baterias de 4 atletas abriram a 2ª parada do calendário da ‘perna australiana’ do WQS.

20 dos homens e 8 das mulheres.

Dia longo, apesar das ondas não muito boas em Avoca Beach.

Apenas um brasileiro caiu na água nesta terça no ‘Vissla Central Coast Pro’.

Ryan Kainalo estreou no round 2, ficou em último na sua disputa e foi eliminado.

O dia aliás, não foi bom para os sul-americanos em New South Wales.

Depois de fazer as melhores notas (7,50 e 9,10) e o maior somatório (16,60) na 1ª fase, o argentino Santiago Muniz – irmão de Alejo – não repetiu a atuação em seguida e parou no round 2.

Vários australianos dominaram as ações.

A baixa local foi Kai Warner, que venceu o QS 1000 de Boomerang Beach no fim de semana.

Ryan Kainalo se despediu do evento ainda na estreia – foto: Ethan Smith / WSL

Eduardo Motta e Wesley Santos só entram na disputa no round 3.

Rafael Teixeira estreia na 4ª fase.

E Alejo Muniz só vai pro mar no round 5.

Anne Dos Santos é a única representante do time verde e amarelo na chave feminina – o ‘Sisstrevolution Central Coast Pro’.

Vai começar a campanha na 2ª fase, que terá 16 duelos de 4 atletas.

Ela está na 1ª bateria, com a argentina Josefina Ane, a portuguesa Leonor Fragoso, e a australiana Bodhi Leigh-Jones.

por @thiago_blum

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: