Anhembi terá capacidade para 50 mil torcedores na Fórmula Indy em 2011

miltonpazzi

04 de fevereiro de 2011 | 01h03

SÃO PAULO – A etapa de 2011 da Fórmula Indy em São Paulo acontece em 1.º de maio e o traçado no circuito do Anhembi não muda, mas a capacidade de público sim: vai aumentar de 35 mil para 50 mil. O cronograma de obras e montagem da estrutura para a corrida foi definido entre a prefeitura de São Paulo e o presidente comercial da Indycar Series, o norte-americano Terry Angstadt, na quarta-feira.

O aumento da capacidade de público será em áreas onde não há necessidade de demarcar o lugar – como espaços VIPs e os ‘hospitality centers’ – , já que, à princípio, não há espaço físico no momento para a montagem de uma nova arquibancada.

No mês de abril o sambódromo ficará fechado para que o problema com o piso – de concreto, que não dava aderência aos pneus, fazendo os carros escorregarem – se repitam.

“São Paulo teve pouco tempo e fez um trabalho incrível em 2010. Este ano nossos parceiros tem a oportunidade de melhorar e estamos acompanhando de perto. O problemas foram poucos. A corrida teve 92 ultrapassagens no ano passado, foi ótima. Nossa expectativa é que será a melhor possível”, disse Angstadt, em entrevista exclusiva ao estadão.com.br.

Os ingressos, que estarão à venda a partir da semana que vem, não devem ter aumento substancial em relação a 2010 (o mais barato custou R$ 100). Quem for assistir ao evento verá ainda a corrida da GT3 Brasil (carros de turismo), graças a acordo envolvendo os promotores (Band) e um dos patrocinadores (Itaipava).?

Você pode ler mais da entrevista com Tery Angstadt clicando aqui.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.