Dan Wheldon ganhou mais de US$ 2,5 milhões de prêmio pela vitória nas 500 milhas de Indianápolis

miltonpazzi

31 de maio de 2011 | 15h14

SÃO PAULO – Por uma batida a quase 400 metros da linha de chegada, o americano JR Hildebrand (Panther, na foto ao lado) perdeu o mais importante, que era colocar seu nome na história das 500 milhas de Indianápolis, a mais tradicional corrida de automobilismo no mundo. E perdeu também exatos US$ 1.502.360, ou R$ 2.377.034. Essa é a diferença na premiação dele, como segundo colocado, e o entregue ao vencedor no tradicional jantar de encerramento da prova.

O inglês Dan Wheldon, da equipe Bryan Herta, ganhou US$ 2.567.255 (cerca de R$ 4.061.911), além de ter seu rosto novamente eternizado no troféu “Borg Warner”. Hildebrand recebeu US$ 1.064.895 (ou R$ 1.684.877) pelo segundo lugar, mais US$ 25 mil (cerca de R$ 40 mil) de bônus por ter sido o melhor estreante (Chase Rookie of the Year Award).

Graham Rahal (EUA/Ganassi), terceiro colocado, recebeu US$ 646.945 (R$ 1.023.596). O brasileiro Tony Kanaan (KV-Lotus), o quarto, foi US$ 438.745 (R$ 694.182). Scott Dixon (NZL/Ganassi), pelo quinto lugar, ficou com US$ 519.345 (R$ 821.708).

Alex Tagliani (CAN/Sam Schmidt), pela pole position, foi premiado com US$ 492.245 (R$ 778.830). Ele terminou em 28.º após um acidente na volta 148.

Para constar, a 96.ª edição das 500 milhas de Indianapolis está marcada para 27 de maio de 2012.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.