Motivo da punição de Nelsinho Piquet no grid das 250 milhas de Daytona: um amortecedor

miltonpazzi

17 de fevereiro de 2011 | 04h15

DAYTONA BEACH, Estados Unidos – O brasileiro Nelsinho Piquet terá de largar em penúltimo lugar (35.º) nas 250 milhas de Daytona da Truck Series, etapa de abertura da temporada 2011 da Nascar, por causa de um amortecedor.

Ele foi punido por irregularidade na altura de seu Chevrolet Silverado, descoberto na fiscalização pós-treino, e o problema foi descoberto logo depois, por causa de um vazamento de óleo: o amortecedor quebrou por causa de uma sujeira que entrou e isso fez com que o carro ficasse mais baixo que o permitido.

Se o problema no carro da Kevin Harvick Inc. fosse por irregularidade com a intenção de burlar a regra, o piloto teria sido desclassificado. Esse é o regulamento. Como houve uma falha mecânica, ele segue na disputa.

O problema é para arrumar. O carro só pode ser mexido a partir das 16 horas (13 horas de Brasília). E terá de ficar pronto até às 19 horas (local), quando todos vão para o grid de largada, que acontece às 22h30 (de Brasília) desta sexta-feira, com transmissão do canal por assinatura Speed.


O fiscal e o Chevrolet Silverado de Nelsinho Piquet após a inspeção. Foto: Milton Pazzi Jr.

*O repórter viaja a convite do piloto

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.