Por pouco, quase um acidente grave

miltonpazzi

17 de outubro de 2009 | 12h13

SÃO PAULO – A batida de Romain Grosjean, da Renault, no fim da terceira sessão dos treinos livres para o GP do Brasil 2009 de Fórmula 1, por pouco não foi grave. O local é bastante incomum: saída da Reta Oposta, começo do Laranjinha.

A prova da força do impacto é a distância que o carro percorreu ao bater na proteção e voltar. Um fiscal que estava no local se assustou e talvez fosse atingido não fosse a proteção.

O franco-suíço pode ter problemas para o treino que define o grid. Seu carro ficou bem estragado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: