Em Brasília, um passeio chato da seleção brasileira

Estadão

14 de julho de 2011 | 20h20

A seleção brasileira feminina de vôlei se prepara para a disputa de mais um Grand Prix, que começa em 5 de agosto, e nesta quinta-feira esteou na Copa Internacional, realizada em Brasília, no Ginásio Nilson Nelson. O confronto contra o Peru foi sonolento, e o Brasil ganhou fácil por 3 sets a 0, com parciais de 25/14, 25/15 e 25/13.

O objetivo do técnico José Roberto Guimarães é dar ritmo de jogo ao time e fazer testes para as competições mais importantes que a equipe terá pela frente. Mas, após a partida, ele mesmo admitiu que o teste foi praticamente inútil. “Achei que elas viriam mais fortes” , declarou, em entrevista ao SporTV.

O Brasil jogou com Dani Lins (levantadora), Sheilla (oposta), Fabiana, Thaisa (centrais), Mari, Paula Pequeno (ponteiras) e a líbero Fabi.

Fabíola, Ju Nogueira, Sassá e Tandara entraram durante o jogo. Mas o retorno mais especial foi de Natália, jovem craque do voleibol brasileiro que está recuperada de uma cirurgia para a retirada de um tumor benigno na tíbia esquerda.

Agora, é esperar um confronto mais interessante nesta sexta diante do Japão, novamente em Brasília, às 18h30. As japonesas também estrearam com triunfo, sobre as italianas, por 3 sets a 0.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.