Em grande estilo, Juliana e Larissa batem as ‘invencíveis’ Walsh e May

Estadão

22 de abril de 2011 | 12h06

Juliana e Larissa estão melhores do que nunca. Nesta sexta-feira, elas mostraram para Walsh e May que não estão dispostas a devolver às norte-americanas a hegemonia do vôlei de praia. Na decisão da etapa brasileira do Circuito Mundial, em Brasília, superaram as bicampeãs olímpicas por 2 sets a 1, com parciais de 21/16, 15/21 e 15/12.

O gesto de Juliana após o jogo, que se jogou na areia e ficou claramente muito emocionada com a vitória, demonstra a importância do triunfo. A dupla dos Estados Unidos não jogava desde 2008, é verdade, mas acumulava uma impressionante marca de 80 partidas invicta.

O Brasil apresentou um grande voleibol. Larissa teve classe para vencer o bloqueio adversário e Juliana, com muita raça, surpreendeu as rivais. Só houve um momento de falta de atenção no segundo set e por isso o confronto ficou dramático. No vôlei de praia, todos sabem que qualquer vacilo contra Walsh e May pode ser fatal.

Depois do jogo, Juliana revelou que a dupla brasileira está treinando contra homens altos. Então, méritos para a comissão técnica. Afinal, foi uma excelente maneira de se preparar para enfrentar Walsh, de 1,88 m de altura, que tem o melhor bloqueio do mundo.

Agora, o vôlei de praia feminino volta as atenções para Sanya, na China, onde já na próxima semana acontece a segunda etapa do Circuito Mundial 2011.

Mas nas cabeças de Juliana e Larissa certamente estão os Jogos Olímpicos de Londres 2012. A medalha de ouro olímpica é o que falta para a parceria brasileira se tornar a maior dupla do Brasil de todos os tempos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.