Érika está perto do Sesi-SP

Estadão

18 de maio de 2011 | 16h20

Empolgado com o rápido sucesso no masculino – a equipe tem somente dois anos e já conquistou a Superliga – o Sesi-SP agora também quer brilhar no vôlei feminino. Começou a montar um time que promete ser forte e pretende disputar ainda neste ano o Campeonato Paulista e a Superliga 2011/12.

Dani Lins, levantadora da seleção brasileira e campeã da Superliga com a Unilever, já está contratada, assim com a central Walewska, campeã olímpica em Pequim 2008, que estava na Rússia. O próximo alvo é Érika. A ponteira, que defendeu o Brasil por 10 anos (conquistou oito campeonatos Sul-Americanos e dois Grand Prix), está no Galatasaray, da Turquia, e elogiou o projeto.

“O Sesi tem uma estrutura grande, é um time que vem para estar entre os quatro primeiros. Acho isso importante porque quando eu voltar quero um projeto sério, um projeto legal. Espero que até na quarta ou na quinta a gente defina isso”, disse.

A nova equipe paulista ainda tenta contratar Fernanda Garay, que está no Japão, e está muito perto de trazer a líbero Michele e a central Natália, do Pinheiros, que se destacaram na última Superliga. Tentou até um acerto com o técnico José Roberto Guimarães, mas a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) vetou, por incompatibilidade – ele treina a seleção feminina.

(Foto: Divulgação)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.