Hora de pensar no Grand Prix

Estadão

17 de julho de 2011 | 00h25

As três vitórias na Copa Internacional, realizada em Brasília, não servem como parâmetro. Peru e Itália não jogaram com todas as titulares, e o Japão, assim como o Brasil, também está apenas dando os primeiros passos na temporada, para depois entrar com tudo nos torneios mais importantes.

Mesmo assim, a participação da seleção brasileira feminina na competição foi importante para o técnico José Roberto Guimarães fazer algumas observações e dar moral à equipe. Neste sábado, o time encerrou o campeonato com triunfo por 3 sets a 0 diante da Itália, parciais de 25/18, 25/22 e 27/25 (leia mais aqui).

O treinador já deixou claro qual será o time titular que iniciará o Grand Prix, no dia 5 de agosto. E a ponteira Mari, apesar de não ter jogado o Mundial do ano passado nem a Copa Pan-Americana, entre o fim de junho e o início de julho, já recuperou sua posição.

Diante das italianas, ela foi a maior pontuadora, com 18 acertos, e não vai vender fácil a posição que conquistou depois de muitos anos de suor e críticas.

As outras titulares são Dani Lins, Sheilla Fabiana, Thaisa Paula Pequeno e a líbero Fabi. Sassá, Tandara e Natália continuam sendo excelentes opções durante os jogos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.