Sim, nós podemos!

Estadão

22 de maio de 2011 | 16h03

Quem disse que os norte-americanos são imbatíveis no vôlei de praia? Juliana e Larissa já provaram que podem superar as bicampeãs olímpicas Walsh e May, e neste domingo, foi a vez de Alison e Emanuel derrubarem os atuais campeões olímpicos Todd Rogers e Phil Dalhausser por 2 sets a 0, com parciais de 21/19 e 21/14 (clique aqui e leia mais).

Alison e Emanuel conquistaram a etapa da República Checa do Circuito Mundial, o título mais importante da história da parceria, formada em janeiro do ano passado. E ainda quebraram uma invencibilidade de 40 jogos de Rogers e Dalhausser na competição.

Foi somente o segundo triunfo da dupla em 10 confrontos diante da parceria dos Estados Unidos. Mas, com o belo desempenho, os brasileiros provaram que serão a principal pedra no sapato dos rivais, que miram o bicampeonato olímpico em Londres 2012.

“Disputamos nosso melhor jogo em dois anos de parceria”, resumiu Emanuel depois da vitória. Ele tem razão. A dupla do Brasil foi perfeita neste domingo. Os adversários nada puderam fazer para evitar a derrota.

Emanuel já é um super vencedor no vôlei de praia (com seu antigo parceiro, Ricardo, faturou ouro em Atenas 2004 e o bronze em Pequim 2008). E a dupla com Alison parece que começa a ‘dar liga’, conforme se costuma dizer na gíria esportiva. É para brigar por todos os títulos. O sonho dourado em Londres é mais do que possível.

FEMININO

Já no vôlei de praia feminino, a etapa do Circuito Mundial nesta semana foi na Polônia. Juliana e Larissa se pouparam e, com isso, as brasileiras pouco se destacaram. Maria Clara e Carolina e Talita e Maria Elisa caíram nas quartas de final.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.