Estive em Indy e lembrei de você

Estive em Indy e lembrei de você

Vitórias passadas promovem programas 2019 da McLaren e Andretti.

Wagner Gonzalez

19 de abril de 2019 | 13h21

Que os norte-americanos são mestres na arte do marketing é um fato incontestável. O que surpreende aos fãs do automobilismo é a maneira encontrada pelas equipes McLaren e Andretti Motorsport para lançar seus programas para as 500 Milhas de Indianapolis deste ano, competição que acontece dia 26 de maio.

Marco Andretti, neto do vencedor da prova de 1969, vai pilotar este carro na prova deste ano Andretti Motorsport)

Vencedora de três das últimas cinco edições da prova, que este ano acontece pela 103a vez, o time da família Andretti emulou uma leve semelhança entre o carro que este ano será pilotado por Marco Andretti e aquele que seu avô Mario usou para vencer a prova de 1969 (foto de abertura, arquivo de www.indycar.com). Além dos 50 anos que as separam, os dois carros exibem pintura vermelha e o detalhe do número ser pintado em branco em um quadrilátero preto… Apesar de ter se destacado na liderança de várias outras edições, a conquista de 50 anos atrás é a única vitória do campeão mundial de F-1 de 1978 na célebre prova de Indiana. Já a Andretti Motorsport venceu em Indy em 2005 (Dan Wheldon), 2007 (Dario Franchitti) 2014 (Ryan Hunter-Reay), 2016 (Alexander Rossi) e 2017 (Takuma Sato).

Em 1972 Mark Donohue conquistou a primeira vitória da McLaren em Indianapollis (Indy.com)

No currículo da McLaren constam vitórias em 1972 (Mark Donohue) e 1974 e 1976  (ambas com Johnny Rutherford). O detalhe que a vitória de Donohue foi conquistada com um carro preparado e inscrito por Roger Penske.

Desde então o bem-sucedido empresário venceu também em 1981 (Bobby Unser), 1984 (Rick Mears), 1985 (Danny Sullivan), 1987 (Al Unser) 1988 (Rick Mears), 1993 (Emerson Fittipaldi), 1994 (Al Unser Júnior), 2001, 2002 (ambas com Helio Castro Neves), 2003 (Gil de Ferran), 2006 (Sam Hornish) 2009 (Helio Castro Neves), 2015 (Juan Pablo Montoya) e 2018 (Will Power).

Roger Penske: nenhum dono de equipe venceu tanto em Indy quanto ele (Indycar.com)

Essas vitórias fazem de Roger Penske o maior vencedor de Indy e foram conquistadas com carros de diferentes fabricantes, incluindo cinco com monopostos fabricados pelo próprio Penske, em 1988/89/91/93/94. Para pegar carona no histórico da McLaren em Indy, o time optou por identificar o carro que Fernando Alonso vai pilotar este ano com o mesmo número usado opor Donohue em 1972…

O carro que a McLaren inscreveu para Fernando Alonso disputar a prova deste ano (McLaren)

Tendências: