F-1 se agita, Nasr e Sette Câmara testam na F-Indy

F-1 se agita, Nasr e Sette Câmara testam na F-Indy

Brasileiros poderão compartir carro durante temporada norte-americana.

Wagner Gonzalez

11 de fevereiro de 2020 | 07h59

Felipe Nasr (E) e Sérgio Sette Câmara testam em Austin e miram a F-Indy 2020 (IMSA/FIA F2)

Na semana na qual a maioria das equipes da F-1 apresenta seus modelos para a temporada 2020, Felipe Nasr e Sérgio Sette Câmara vivem uma experiência que poderá unir os dois na temporada da F-Indy. Os brasileiros dividirão, hoje e amanhã, um carro da equipe Carlin durante testes de pré-temporada no Circuito das Américas (Cota), em Austin, Texas. O desempenho de ambos poderá ser acompanhado pelo site da categoria. Também com transmissão de vídeo pela internet acontece hoje o lançamento do carro que a Scuderia Ferrari utilizará nesta temporada. A apresentação acontece no Teatro Romolo Valli, na cidade de Reggio Emilia e será difundida por este site especialmente criado para a ocasião.

Ontem o site da Ferrari chamava para a apresentação de hoje (Ferrari)

O lançamento do carro de F-1 da Ferrari é normalmente aguardado com ansiedade e deveria ter sido o primeiro da categoria a ser apresentado. Surpreendentemente, o time norte-americano Haas estragou essa festa ao divulgar fotos do seu modelo VF-20 na última sexta-feira (6), 13 dias antes da data inicialmente prevista. De qualquer forma, a equipe não causou nenhum estardalhaço com isso: o monoposto que aparece nas fotos oficiais é extremamente semelhante ao usado pela Scuderia no ano passado. Nada muito surpreendente posto que a ligação entre ambas é bastante ampla.

Carro da Haas para 2020 é considerado cópia do Ferrari de 2019 (Haas F-1)

Outra ação que serviu para amenizar o impacto do lançamento de hoje foi a divulgação do esquema gráfico dos carros da Mercedes para 2020, manobra claramente promocional para anunciar que um dos parceiros do time liderado por Toto Wolff, o grupo químico Ineos, aumentou seu acordo comercial com a equipe.  Fundado em 1988, o conglomerado tem endereço fiscal na Inglaterra e mantém uma de suas 186 operações ao redor do mundo localizada no município de Araçariguama (SP).

Mercedes apresentoou pintura de 2020 em carro de 2019 para  abafar rival italiano (Mercedes

A Petronas, empresa petrolífera da Malásia, continua como o principal patrocinador na Mercedes, que apresentará seu modelo W11 no próximo dia 14 em Silverstone. No dia 19 começam os testes pré-temporada, em Barcelona. No dia 26 as equipes voltam ao traçado catalão para outra sessão, igualmente com duração de três dias. O Campeonato Mundial inicia dia 15 de março, quando acontece o GP da Austrália, em Melbourne.  A lista completa dos lançamentos é a seguinte:

11/2 – Ferrari (Itália)

12/2 – Red Bull (Inglaterra) e Renault (França)

13/2 – McLaren Inglaterra)

14/2 – Alpha Tauri* (Áustria) e Mercedes (Inglaterra)

17/2 – Racing Point (Áustria) e Williams (Inglaterra)

19/2 – Alfa Romeo (Barcelona)

(*) Alpha Tauri é a nova denominação da Toro Rosso.

 

Nasr e Sette Câmara de olho na Indy

Os brasileiros Felipe Nasr e Sérgio Sette Câmara enfrentam momentos com semelhanças e diferenças em suas carreiras e não será surpresa se ambos acabarem compartindo um mesmo carro na temporada 2020 da F-Indy. Nasr tem assegurada sua participação na série IMSA, onde divide o Cadillac DPi-V.R #31 da equipe Whelen Engineering com o também brasileiro Pipo Derani, e não esconde que participar da F-Indy é um dos seus objetivos a curto-médio prazo. O piloto de Brasília tem apoio da sua equipe para participar do teste de hoje e um bom resultado com a equipe Carlin, operação que explora uma variante impossível de acontecer na F-1, onde um piloto disputa obrigatoriamente todas as etapas da temporada. Na série norte-americana é comum pilotos participarem de apenas parte das corridas, caso de Tony Kanaan, que este ano disputará apenas cinco provas em um programa que praticamente encerrará sua carreira de piloto.

Este ano a F-Indy adota para-brisas para aumentar proteção dos pilotos (Indycar)

O caso de Sette Câmara é mais rebuscado: após três temporadas na F-2, considerada por muitos como a antessala da F-1, o mineiro conseguiu os pontos necessários para obter a super licença para disputar a categoria maior. A exiguidade de carros disponíveis e ausência de patrocinadores que pudessem convencer algum time a abrir espaço para o brasileiro, porém, dificultaram o passo adiante. Disputar mais um ano na F-2 pode selar seu futuro para o bem ou para o mal: qualquer resultado que não seja o título será desvalorizado, não importa o quilate de seu desempenho na pista.

Em tal cenário a F-Indy aparece como opção mais interessante que, por exemplo, a Super Formula japonesa, que tem pouca repercussão no Brasil, situação que restringe o interesse de possíveis investidores em sua carreira. Em tempos de crise econômica no Brasil, onde operam os principais patrocinadores de Sérgio Sette Câmara, é provável que um acordo para dividir o segundo carro da equipe Carlin acabe sendo a sua melhor opção. Curiosamente tanto Nasr quanto Câmara já defenderam a equipe de origem inglesa em outras fases de suas carreiras. A temporada da F-Indy também inicia no dia 15 de março, quando acontece o Firestone Grand Prix of St. Peterburg no circuito de 2,9 km montado nas ruas desta cidade localizada na costa oeste da Flórida.