F-1: uma corrida bela que poderia ter sido antológica

F-1: uma corrida bela que poderia ter sido antológica

Verstappen bate Leclerc e quebra domínio da Mercedes. Sette Câmara venceu na F2.

Wagner Gonzalez

30 de junho de 2019 | 15h04

Mar laranja inundou circuito austríaco na vitória de Max Verstappen (RBCP/Getty Images)

 

Duas semanas após os comissários desportivos do GP do Canadá terem adiado o fim do domínio da Mercedes na atual temporada de F-1, o GP da Áustria consolidou essa esperada mudança do status quo da categoria com a vitória de Max Verstappen e seu Red Bull Honda. Se a cor predominante nas arquibancadas era estabelecida pelas camisetas laranja da torcida do piloto holandês, o resultado ganhou tons de polêmica em função do toque entre o carro do vencedor e o Ferrari de Charles Leclerc, que até então caminhava para sua primeira vitória na categoria. Valtteri Bottas completou o pódio e cimentou mais um tijolo na construção de sua imagem de segundo piloto.

Charles Leclerc liderou até três voltas do final corrida que terminou domínio da Mercedes (Ferrari)

A repercussão da vitória de Verstappen – a segunda consecutiva na Áustria -, começou a ser formada na largada: o filho do ex-piloto Jos alinhou ao lado do pole position Leclerc (herança de uma punição que relegou Lewis Hamilton ao quinto posto no grid) mas quando o início da prova foi autorizado quase deixou o motor do seu carro morrer e perdeu várias posições. Indiferente a tudo manteve um ritmo de corrida forte, o que permitiu disputar a vitória nas voltas finais. Essa recuperação contribuiu para dar mais emoção à uma corrida antagônica ao modorrento GP da França de uma semana atrás e terminou por alimentar a discussão em torno da controversa penalização imposta à Sebastian Vettel quando defendia a liderança do GP do Canadá frente a Lewis Hamilton.

Naquela ocasião o alemão era perseguido pelo inglês e saiu da pista na curva 4 do circuito canadense; ao retornar forçou o rival a desviar para a direita e manteve a posição; os dois carros não se tocaram. Os comissários julgaram a manobra antidesportiva e penalizaram Vettel com cinco segundos ao seu tempo total de prova, o que o relegou ao segundo lugar. Hoje, no circuito austríaco, Verstappen se posicionou por dentro na tomada da curva 3, a mais rápida do Red Bull Ring, e na saída forçou o rival para fora da pista a ponto de permitir que os dois carros se tocassem.

Três voltas depois e poucos metros antes da bandeirada dada na 71a passagem pela linha de chegada, os comissários desportivos anunciaram que o incidente estava sob investigação. Conhecido por sua pilotagem agressiva, Verstappen deu um toque extra a uma corrida bela que poderia ter sido antológica.

O Campeonato Mundial de F-1 prossegue dentro de duas semanas em Silverstone, onde será disputado o GP da Grã-Bretanha. Lewis Hamilton, que terminou em quinto, atrás de Sebastian Vettel, lidera o campeonato com 197 pontos, contra 166 de Valtteri Bottas, 126 de Max Verstappen, 123 de Sebastian Vettel e 105 de Charles Leclerc.

Sette Câmara vence e sobre no campeonato

Vitória em Red Bull Ring coloca Sette Câmara em terceiro no campeonato de F-2 (Dutch Photo Agency)

Na preliminar de F-2 o brasileiro Sérgio Sette Câmara foi o melhor e subiu para terceiro na tabela de pontos. Foi a segunda vitória do piloto mineiro na ante-sala da F-1 e a primeira desta temporada, que também continua em Silverstone.

Tendências: