Petrobrás corta apoio ao projeto Seletiva

Petrobrás corta apoio ao projeto Seletiva

Programa foi lançado há 20 anos e revelou vários pilotos de sucesso internacional.

Wagner Gonzalez

09 de maio de 2019 | 08h30

A Petrobras anunciou a interrupção do seu apoio a um dos raros projetos de apoio à base do esporte a motor brasileiro, a Seletiva Petrobras. A decisão está incluída no “Plano de Resilência” da empresa que promoveu cortes ao patrocínio de vários eventos esportivos e culturais. Binho Carcasci, idealizador e promotor do evento nestes 20 anos, ainda busca um novo parceiro para dar continuidade a um dos principais torneios de apoio ao kartismo nacional. Ao comentar a decisão da empresa Cascasci confirmou sua decisão de continuar com o projeto.

“Foram 20 edições que marcaram a história do nosso kartismo. Aceito a posição da Petrobras e agradeço por tudo o que fizeram ao longo destes anos, ajudando o esporte e os jovens pilotos. Estamos em busca de novas empresas, que tenham interesse em dar continuidade ao projeto, mas sei das dificuldades, pois já estamos em maio e as empresas normalmente já estão com toda sua verba de marketing comprometida para o ano. Mesmo assim, vamos seguir trabalhando. Se não der certo este ano, tentamos plantar uma possibilidade para 2020.”

Binho Carcasci com os campeões de 2018: Lucas Okada (E) e João Rosate (Fábio Oliveira)

Ao selecionar pilotos em vários Estados do País, a Seletiva Petrobrás contemplava seus finalistas com um programa de orientação, que incluía visita a sedes de equipes da Fórmula 1, teste com simulador dessa categoria e treinos com monopostos de base também na Europa, além de acompanhamento físico e psicológico, experiência com carros de turismo no Brasil, palestra sobre marketing e media training. 

Selecionados de 2018 fizeram teste com carros de F-4 na Inglaterrra (Fabio Oliveira)

Entre os campeões e pilotos que disputaram a Seletiva de Kart Petrobras ao longo destes anos estão grandes nomes do automobilismo nacional, como Bia Figueiredo, Felipe Fraga, Felipe Nasr, Pipo Derani, Rafael Suzuki e Sérgio Jimenez, entre outros. Tal resultado comprova a eficácia da iniciativa e o retorno do investimento, certamente de custo menor que o cobrado por outros de artistas e produtores que já têm carreira conhecida do grande público e podem sobreviver através dos lucros obtidos com o sucesso já consolidado.

Tudo o que sabemos sobre:

KartSeletiva Petrobrásfim de apoio

Tendências: