Pôr do sol nas noites barenitas

Pôr do sol nas noites barenitas

GP do Bahrein tem treinos diurnos e corrida noturna. Corrida será tira-teima entre Hamilton e Vettel. Pista consome combustível e freios.

Wagner Gonzalez

14 de abril de 2017 | 02h11

Hamilton (44) e Vettel estão empatados na liderança do Mundial de F-1 (Mercedes/Ferrari)

Disputa a meio caminho entre o Extremo Oriente e o Ocidente, o Grande Prêmio do Bahrein é uma oportunidade de assistir uma singular corrida de F-1: largada sob luz natural e chegada sob o céu estrelado do deserto, cenário que a TV mostrará. A corrida começa ao meio dia de domingo (horário de Brasília) dois minutos antes do pôr do sol local (18:02) e tem ares de tira-teima após Sebastian Vettel e Lewis Hamilton terem somado 43 pontos após as etapas da Austrália e China. Sob o ponto de vista dos engenheiros, porém, a prova barenita é uma dose considerável de complicação devido ao alto consumo de itens como combustível e freios e à areia que coloca à prova os filtros do motor.

Mapa da Renault mostra a marcha/velocidade/energia recuperada em vários trechos do circuito (Renault)

O traçado do circuito de Sakhir é marcado por quatro retas de tamanho considerável, três trechos de curvas rápidas e quatro curvas fechadas. Segundo informações técnicas da Renault Sport isso significa que o motor de combustão interna (ICE na sigla em inglês) e as unidades de geração de energia cinética (MGU-K) e térmica (MGU-H) trabalham em regimes máximos 61% do tempo de cada volta. Dois trechos da pista – entre as curvas (T) 4 e 8 e entre as curvas 13 e 14 – exigem freadas fortes, o que contribui para manter o MGU-K carregado e aumenta a potência máxima da unidade de potência – conjunto formado pelo ICE e pelos dois MGU nas retas seguintes.

Lewis Hamilton pode conseguir sua sétima pole position consecutiva neste fim de semana (Mercedes)

O fato da pista estar situado no deserto e sujeita a ventos que levam a areia para o circuito é um fator de preocupação: grãos de areia que ultrapssam a capacidade dos filtros de ar podem causar sérios danos ao motor de combustão interna.Já o asfalto liso do Bahrein, de base granítica, tem índice médio de abrasão.

Compostos disponíveis no Bahrein são os mesmos do GP da China: supermacio, macio e médio (Pirelli)

Os três compostos disponibilizados para esta corrida são iguais aos usados na China – Médio (letras brancas na banda lateral) Macios (amarelas) e Supermacios (Vermelhas) -, mas espera-se táticas bastante diferentes no que se refere à estratégia de pit stops: na corrida do ano passado os dez primeiros usaram nove combinações diferentes entre si. Este ano essa variedade deve diminuir pois os pneus estão mais duráveis.

Sebastian Vettel está vivendo verdadeira lua de mel com a Ferrari e os críticos “tifosi”italianos (Ferrari)

Tira-teima

A corrida do Bahrein tem tudo para se transformar num tira-teima entre Sebastian Vettel (vencedor na Austrália e segundo na China) e Lewis Hamilton (segundo na Austrália e vencedor na China). Empatados com 43 pontos na liderança do campeonato em que Mas Verstappen (25), Valtteri Bottas (23) e Kimi Räikkoönen (22) são seus adversários mais diretos, dificilmente um dos dois não assumirá a liderança isolada do campeonato.

Após a corrida de Xangai chefia da Ferrari cobrou melhor resultados de Kimi Räikkönen (Ferrari)

A necessidade de recuperação de Bottas e Räikkönen e o fato de que os Red Bull RB13-Tag Heuer de Veerstappen e Daniel Verstappen terem a assinatura de Adrian Newey – cujos projetos historicamente  tem desempenho melhor em pistas lisas -, terão influência maior no resultado da prova do que aconteceu nas duas etapas já realizadas este ano.

Daniel Ricciardo (E) e Max Verstappen podem estragar festa da Ferrari e da Mercedes (Getty Images/RBCP)

Uma corrida sem contratempos para Romain Grosjean (Haas) e Nico Hulkenberg (Renault) e a estreia de Pascal Wehrlein na equipe Sauber são outros motivos de expectativa de um fim de semana em que os torcedores brasileiros merecem uma atuação mais competitiva da equipe Williams e de Felipe Massa.

Recuperado e preparado fisicamente, Pascal Wehrlein estreia finalmente na equipe Sauber (Sauber)

O canal SporTV2 transmite as duas sessões de treino desta sexta feira (a partir das das 7:55 e da 11:55, horário de Brasília) e a TV Globo exibe a prova, também ao vivo, no domingo a partir do meio-dia. Até o início desta madrugada a grade de programação de sábado e domingo dos canais SporTV ainda não estava definida. Os treinos de sábado acontecem às 11:00 e 15:00, respectivamente.

Tudo o que sabemos sobre:

Apresentação GP do Bahrein

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.