Cala a boca, Floyd!

Wilson Baldini Jr.

14 de fevereiro de 2012 | 23h42

Se não há nada de bom para dizer, é melhor não dizer nada. Pois Floyd Mayweather perdeu ótima chance de ficar calado quando comentou a atuação do armador do New York Knicks, Jeremy Lin. O atleta de origem chinesa e taiwanesa, de 23 anos, vem se destacando, ao ajudar a equipe de Nova York a somar cinco vitórias seguidas na NBA. Ele anotou 26,8 pontos e 8 assistências por jogo.

“Jeremy Lin é um bom jogador, mas toda essa publicidade é por que ele é asiático. Jogadores negros fazem o que ele faz toda noite e não têm o mesmo elogio”, afirmou Mayweather, pelo Twitter. “Outros países conseguem apoiar e torcer por seus atletas, e tudo está bem. Assim que eu apoio os atletas negros norte-americanos, sou criticado”, afirmou o boxeador, que luta dia 5 de maio contra o porto-riquenho Miguel Cotto, em Las Vegas.

Floyd Mayweather vestir mais as luvas e falar menos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.