Com o sono em dia

Wilson Baldini Jr.

22 de junho de 2009 | 11h31

Quem tem criança pequena usa o fim de semana de folga para recuperar um pouco do sono perdido durante a semana. Mas sábado eu tinha de ficar acordado para ver Klitschko e Chagaev. Até dormi de tarde com a filha mais nova para ter energia à noite. Mas não deu.

A cada jab sonolento do Klitschko, aliado ao jogo de pernas em câmera lenta do Chagaev minhas pálpebras ficavam cada vez mais pesadas. No quinto round fui a nocaute. Acabei não vendo o fim do VT na ESPN Brasil.

Pelo menos sabia o resultado desde de tarde por meio da internet, mas precisei pegar uma cópia da luta com um amigo para ver o resto dos cinco roundes no domingo pela manhã. Era melhor não ter visto. Afinal, toda a luta destes “soviéticos” são iguais. Um horror!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: