Cuidado, Roy Jones!

Wilson Baldini Jr.

10 de dezembro de 2011 | 13h59

Encontrei Roy Jones Jr. na luta entre Manny Pacquiao e Juan Manuel Marquez. Apesar de fortemente gripado, o ex-campeão continuava simpático e acessível. Não tive coragem de dizer a ele o que vou escrever agora: “Cuidado. Muito cuidado.”

Aos 42 anos, Jones não luta desde maio quando foi terrivelmente nocauteado por Denis Lebedev. Desta vez, Jones vai enfrentar Max Alexander, pelo inexpressivo cinturão dos cruzadores da Organização Universal de Boxe.

Preferia guardar na memória as grandes atuações de Jones contra Bernard Hopkins, Vinny Pazienza ou John Ruiz, quando, oriundo dos pesos médios, conseguiu ser campeão também entre os pesados.

Já passou da hora de parar Jones, mas continua torcendo por você.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: