Deontay Wilder: 31 lutas, 31 vitórias, 31 nocautes

Wilson Baldini Jr.

16 de março de 2014 | 13h22

Deontay Wilder começa a ganhar espaço na mídia mundial. Sábado à noite, em Bayamón, Porto Rico, o norte-americano, de 28 anos, 2,01 metros e 103 quilos, derrotou o compatriota Malik Scott por nocaute no primeiro assalto. Foi a 31ª luta, a 31ª vitória e o 31º nocaute. O direto de direita de Wilder parece mesmo ser destruidor.

Terceiro no ranking do Conselho Mundial de Boxe, o Bomba de Bronze vai aguardar o vencedor entre Birmane Stiverne e Chris Arreola, que lutam dia 10 de maio. Daí poderá ser seu adversário no segundo semestre pelo cinturão do Conselho Mundial de Boxe. O britânico Tyson Fury é outra opção.

A categoria dos pesados ressurge após um período de ‘seca’, com a aposentadoria de lendas como Mike Tyson, Evander Holyfield e Lennox Lewis.

Tudo o que sabemos sobre:

boxeboxeoboxingDeontay WilderMalik Scott

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: