‘Espero que tenha sido a última luta de Sergio’

Wilson Baldini Jr.

08 de junho de 2014 | 17h49

O técnico Pablo Sarmiento espera que a luta de sábado, no Madison Square Garden, em Nova York, tenha sido a última de Sergio Martinez. “Vou conversar com ele e tentar convencê-lo a tomar esta decisão. Trata-se de um campeão e não precisa provar mais nada a ninguém”, disse o treinador, referindo-se ao intervalo do 9º para o 10º round, quando sinalizou para o juiz paralisar o combate.

Sarmiento admitiu que Maravilla não entrou em totais condições físicas – tinha instabilidade no joelho direito – para a luta e que paralisou a disputa depois de ver que a derrota era inevitável. “Peço desculpas aos argentinos. Foi a decisão mais dolorosa de minha vida. Estava em minhas mãos e não me arrependo. Não sou apenas seu técnico, sou seu amigo e seu irmão”, disse Sarmiento em sua conta no Twitter.

Martinez disse que vai descansar uns dias antes de tomar uma decisão e desejou sorte a Cotto. “Desejo o melhor para sua carreira.”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.