Foreman torce por Hopkins

Foreman torce por Hopkins

Wilson Baldini Jr.

20 de maio de 2011 | 20h34

Ao defender o título mundial dos médios em 20 oportunidades, de 1994 a 2005, Bernard Hopkins escreveu seu nome na história do boxe. Hoje, em Montreal, Canadá, caso vença Jean Pascal, pelo cinturão dos meio-pesados, versão Conselho Mundial de Boxe, o pugilista norte-americano, de 46 anos, vai se tornar o mais velho campeão da história da nobre arte.

“Eu aposto em um nocaute de Hopkins”, disse o lendário George Foreman, atual recordista, que em 1994 ficou com o título dos pesados, aos 45 anos, ao bater Michael Moorer, no 10.º round. “Hopkins terá de pensar que é um garoto como o rival”, ensina. “Todos os amigos dele estão grisalhos. Ele terá dizer: ‘Não sou um desses caras!’”

Em 18 de dezembro, os dois se enfrentaram em Quebec. Os 28 anos de Pascal não foram problema para Hopkins. O violento duelo terminou empatado após 12 rounds. Um dos jurados deu vitória para Pascal e dois deram empate. O resultado foi contestado e a revanche, marcada imediatamente.

Hopkins estreou em 1988, após aprender boxe na prisão, onde cumpriu cinco anos de cadeia por um assalto a mão armada. No mesmo ano em que Hopkins vestia as luvas pela primeira vez, Pascal nascia em Porto Príncipe, no Haiti.

Ontem, na pesagem, os dois ficaram precisaram ficar de cuecas para acusar o peso: 79,379 quilos. Hopkins soma 51 vitórias (32 nocautes), 5 derrotas e 2 empates. Em duelos recentes, superou Kelly Pavlik, Enrique Ornelas e Roy Jones Jr.

Pascal tem 26 vitórias (16 nocautes), uma derrota e um empate. Defende o cinturão do CMB pela sexta vez. Venceu adversários importantes como o romeno Adrian Diaconu, o italiano Silvio Blanco, e o americano Chad Dawson.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.