Hamed e Briggs: “Ainda somos melhores”

Wilson Baldini Jr.

23 de julho de 2009 | 00h56

Dois veteranos que estão afastados dos ringues criticaram os lutadores atuais. O britânico Nassem Hamed, chamado de “Prince” durante 1992 e 2002, ainda se considera melhor do que qualquer peso pena do momento. Hamed, que venceu seus 67 combates como amador, lutou 37 vezes como profissional e só perdeu uma luta.

A carreira de Hamed foi prejudicada em 2006, quando o pugilista se envolveu em um acidente de carro e foi sentenciado a 15 meses de prisão.

Outro que falou que não perde nada para os pugilistas que estão na ativa foi o peso pesado Shannon Briggs. Aos 37 anos, depois da ter algumas aparições em filmes de ação, Briggs criticou os pesos pesados David Haye, Cris Arreola e os irmãos Klitchkos. Ele não luta desde 2007.

Dos dois, apenas Briggs mostra-se motivado a voltar aos ringues.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.