Heróis brasileiros

Wilson Baldini Jr.

14 de maio de 2009 | 02h25

Todo mês recebo, por e-mail, o ranking mensal das principais entidades que dirigem o boxe internacional. Não escondo minha preferência pelo Conselho Mundial de Boxe. Nada contra as demais, mas, entre outras coisas, acho o cinturão do CMB o mais bonito.

Por isso, sempre que chega o e-mail, eu uso a impressora, pego as páginas e fico filando, como fazem os jogadores de carta, procurando os lutadores brasileiros. No ranking de cada categoria tem 40 pugilistas. E é um tremendo sofrimento, pois são muito poucos os lutadores nacionais presentes nas listas.

No mês de maio, apenas oito heróis brasileiros estão entre os melhores do mundo. São eles: Pedro Otas (16º entre os cruzadores), Clayton Conceição (18º supermédio), Carlos Nascimento dos Santos (18º médio-ligeiro), Claudiney Lacerda (37º leve), Josenílson dos Santos (31º superpena), Carlos Oliveira (27º pena), Alex de Oliveira (30º supergalo) e Edilson Lima (32º mosca).

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: