Mãe de Camacho autoriza desligar aparelhos

Wilson Baldini Jr.

24 de novembro de 2012 | 08h53

Maria Matias, mãe de Hector Macho Camacho, autorizou no início da madrugada os médicos a desligarem os aparelho que mantêm vivo seu filho, que foi baleado terça-feira à noite em Porto Rico.Maria Matias só estava aguardando a chegada dos três filhos do ex-tricampeão mundial de boxe.

A autorização vai contra a opinião de Hector Camacho Jr., filho mais velho do pugilista. “Meu pai é um boxeador. É preciso deixá-lo lutar até o fim.” Na quarta-feira foi diagnosticada a morte cerebral de Camacho.

“As ruas de Porto Rico só possuem mortes e drogas”, disse o também pugilista, referindo-se ao país, de pouco mais de 4 milhões de habitantes, que registrou 1,117 homicídios no último ano.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.