Mosley, que pena!

Mosley, que pena!

Wilson Baldini Jr.

08 de maio de 2011 | 07h58

LAS VEGAS – Pôxa vida, Shane Mosley! Se era para ter perdido, que perdesse lutando. Não fugindo o tempo todo. Já havíamos tido o exemplo de Jorge Arce, que buscou a vitória até o último assalto.

Mosley tem seu nome na história do boxe, mas neste sábado à noite em Las Vegas ficou menor que o pequenino Manny Pacquiao. Onde foram parar a garra e a coragem que bateram Oscar De La Hoya duas vezes?

Mosley tinha boxe para fazer uma grande luta. Poderia perder? faz parte do jogo. Perderia como o verdadeiro campeão que é. E não como um covarde!

Você pode ler mais sobre a luta (com a vitória por pontos de Pacquiao) clicando aqui.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.