Na ESPN, o cutman

Wilson Baldini Jr.

31 de março de 2010 | 00h19

Em 2005, fui até Salvador para ver o retorno de Acelino Popó Freitas, depois de perder o título para Diego Corrales. Em uma das preliminares, um lutador sofreu um corte impressionante. Sangrava demais. Aí pude ver o trabalho do porto-riquenho Oscar Suarez, que era o técnico do Popó. Impressionante. Depois de dois intervalos, o corte não sangrava mais e o garoto venceu a luta. “Mas ele vai ter de tomar uns dez pontos”, disse Oscar Suarez, que, infelizmente, veio a morrer precocemente em 2008, aos 46 anos, vítima de cãncer.

A edição da revista da ESPN que chega às bancas na quinta-feira traz uma reportagem sobre o cutman, responsável por cuidar dos ferimentos dos pugilistas. O texto de Chris Jones conta histórias de lendas como Joe Souza e Jacob “Stich” Duran. Vale a pena conferir!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.