Novo problema para Rigondeaux

Wilson Baldini Jr.

30 de junho de 2009 | 23h27

A carreira profissional de Guillermo Rigondeaux nem bem começou e já foi paralisada. Acontece que o empresário irlandês Gary Hyde entrou com um processo na corte de Miami contra o cubano, afirmando que tem um contrato de cinco anos assinado com o pugilista desde março de 2007.

Rigondeaux, juntamente com Erislandy Lara, desertou da delegação cubana que estava no Pan do Rio, em 2007. Acabou preso pela polícia carioca e deportado. Jamais foi perdoado pelo líder Fidel Castro. Impossibilitado até de treinar, fugiu da Ilha para os Estados Unidos, onde se filiou a uma empresa alemã.

Fez sua estreia no boxe profissional em maio e venceu por nocaute. Tinha luta marcada para 17 de julho.

Rigondeaux foi um dos maiores lutadores amadores de todos os tempos. Bicampeão olímpico, venceu 243 lutas e só perdeu três.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.