Sergio Martinez e o amor argentino pelo boxe

Wilson Baldini Jr.

28 de abril de 2013 | 11h29

Mais um show argentino no boxe. Apesar da chuva, 40 mil pessoas foram sábado à noite ver a vitória de Sergio Martinez, que visivelmente ainda não estava confortável após a série de lesões que sofreu diante de Chavez Jr., em setembro. Mesmo assim, o campeão mundial dos médios do CMB demonstrou raça e entusiasmou a multidão para vencer um surpreendente Martin Murray, que chegou a derrubar Martinez, no oitavo assalto (round que Martinez prometera vencer por nocaute). Parecia um jogo de futebol.

Martinez, que foi escolhido o melhor atleta argentino de 2012, superando Lionel Messi, fez valer o esforço dos fãs e mostrou que o boxe possui força em qualquer lugar do mundo.

O argentino quebrou a mão esquerda no segundo round e voltou a sentir fortes dores no joelho esquerdo, operado após o triunfo sobre Chavez Jr. Ainda no vestiário do estádio do Vélez foi anunciado que o campeão não lutará mais este ano.

Mais uma grande luta para o boxe mundial. E mais um momento de “inveja” para nós brasileiros, que não conseguimos promover um evento espetacular como o ocorrido no Estádio Jose Amalfitani.

Agora fica a pergunta:

Por que a ESPN não transmitiu a luta ao vivo e preferiu para passar o poker?

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.