Vitaly Klitschko não é Muhammad Ali!!!

Wilson Baldini Jr.

21 de fevereiro de 2014 | 10h05

É comovente o que faz Vitaly Klitschko pelas ruas de Kiev. Líder da oposição no país, já apanhou da polícia, tomou todo o gás de um extintor de incêndio na cara, enfrentou baixíssimas temperaturas do inverno e segue lutando por seus compatriotas.

Vitaly abdicou do título mundial dos pesos pesados. Milionário, poderia pegar todo o seu dinheiro e ir morar na Alemanha, onde é reconhecido como grande ídolo. Mas não! No início, achei ser apenas uma jogada de marketing de Vitaly querer ser presidente da Ucrânia. Mas vejo que a intenção é muito diferente. O único problema é saber se ele está sendo usado pelo partido, que é de extrema-direita.

Nunca gostei de Vitaly em ação nos ringues, exceto contra Lennox Lewis, apesar de ele não ter adversários em mais de uma década, mas não posso deixar de admirá-lo nesse momento. Vitaly tem uma postura que faz lembrar Muhammad Ali em 1967, quando se negou a ir à Guerra do Vietnã.

Vitaly briga por seus ideais. Contra o péssimo governo, ele está certo. Mas o que vem por aí pode ser tão ruim quanto. Vitaly Klitschko não é o novo Muhammad Ali!!!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.