Wilder diz que derruba Arreola e Stiverne na mesma noite

Wilson Baldini Jr.

17 de março de 2014 | 01h36

A confiança do peso pesado norte-americano Deontay Wilder aumentou ainda mais após a derrota por nocaute, no primeiro assalto, sobre o compatriota Malik Scott, sábado à noite, em Bayamón, Porto Rico.

Como a luta era eliminatória para o título mundial do Conselho Mundial de Boxe, a Bomba de Bronze aproveitou para cutucar Bermane Stiverne e Arreola, que lutam dia 10 de maio pelo cinturão do CMB. O vencedor vai pegar Wilder.

“Acho que posso enfrentar e derrubar os dois na mesma noite”, disse o grandalhão, de 2,01 metros e 103 quilos, que soma 31 vitórias e 31 nocautes. “Não acredito que ninguém com menos de 1,95 metro tenha chance comigo.” Arreola mede 1,91 metro e Stiverne, 1,88 metro.

Sobre a luta de sábado, Scott afirmou que a esquerda em cruzado de Wilder o deixou bastante atordoado. Ele ainda recebeu um direto de direita que entrou pela guarda, mas sem muita força. O público chegou a reclamar da postura de Scott, duvidando que o golpe teria sido tão forte a ponto de derrubá-lo.

Confira o vídeo do nocaute.

Tudo o que sabemos sobre:

boxeDeontay WilderMalik Scott

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: