John G. Mabanglo/EFE
John G. Mabanglo/EFE

À la Vince Carter e com ajuda de Shaq, calouro vence Torneio de Enterradas da NBA

Hamidou Diallo, do Oklahoma City Thunder, pula sobre ex-pivô e se pendura no aro como ala-armador

Redação, Estadão Conteúdo

17 de fevereiro de 2019 | 09h26

O calouro Hamidou Diallo, do Oklahoma City Thunder, venceu o Torneio de Enterradas do "All-Star Weekend", no segundo dia de eventos do fim de semana das estrelas da NBA, neste sábado, em Charlotte.

"Foi uma grande enterrada", respondeu Diallo quando perguntado sobre o lance em que pulou sobre Shaquille O'Neal, de 2,16m. "A atmosfera aqui estava incrível e eu vim para dar a esse público o que ele veio ver", comentou o calouro depois do evento, já durante a cerimônia de premiação. O jogador levou para casa um troféu e um cheque de US$ 105 mil (cerca de R$ 390 mil).

Dentre os quatro participantes do Desafio de Enterradas, Diallo mostrou consistência, porque acertou todos os lances de primeira, e criatividade. O atleta do Thunder foi responsável pela cravada mais impressionante da noite, que valeu a nota máxima de 50 pontos na rodada eliminatória, quando saltou Shaq. O calouro terminou a jogada pendurado no aro pela dobra do cotovelo, de forma similar a Vince Carter na icônica edição de 2000 do evento.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Superman over SUPERMAN @hami.diallo

Uma publicação compartilhada por DR. SHAQUILLE O'NEAL Ed.D. (@shaq) em

Representante da casa, Miles Bridges não passou da primeira fase. O novato do Charlotte Hornets vestiu a camisa de Larry Johnson, ídolo da franquia, e até alcançou os 50 pontos uma vez, mas já havia falhado em conseguir enterrar na rodada inicial. John Collins não cativou os jurados e ficou em último lugar. O pivô do Atlanta Hawks não empolgou nem quando saltou, e quebrou, uma réplica da aeronave Flyer I construída pelos Irmãos Wright, considerados nos Estados Unidos os inventores do avião.

Dennis Smith Jr., do New York Knicks, foi finalista, apesar de não acertar uma enterrada na primeira tentativa dele em nenhuma das vezes. Na decisão, o armador passou em branco na primeira rodada, mas recebeu 50 pontos quando finalizou depois de receber passe de Stephen Curry e pular Dwayne Wade. Diallo foi conservador no primeiro turno e encerrou a disputa com um ponto de exclamação, ao cravar com força depois de pular o rapper Quavo.

NOVATOS GANHAM TORNEIOS DE HABILIDADES

Nos primeiros dois eventos do segundo dia do "All-Star Weekend", neste sábado, em Charlotte, o armador Joe Harris, do Brooklyn Nets, superou Stephen Curry no Torneio de Três Pontos, enquanto o ala Jayson Tatum, do Boston Celtics, ganhou o Desafio de Habilidades.

"Steph é o maior arremessador de todos os tempos. Pegar a bola no carrinho e chutar não indica que eu sou melhor do que ele. Não quero que ninguém confunda as coisas. Para mim, é surreal vir aqui e vencer pela primeira vez esse concurso. Tem sido uma honra participar desse fim de semana, é algo que vou lembrar para sempre", disse Harris.

Curry, vencedor do Torneio de Três Pontos em 2015, era favorito. O armador do Golden State Warriors é filho de Dell Curry, ídolo do Charlotte Hornets, por isso contava com o apoio da torcida local, assim como o irmão, Seth, do Portland Trail Blazers. Harris, porém, estragou o evento familiar.

Curry marcou 27 pontos na primeira rodada, por isso se classificou para a final com o melhor resultado, seguido de Buddy Hield, do Sacramento Kings, com 26, e Harris, com 25. Defensor do título conquistado em 2018, Devin Booker, do Phoenix Suns, terminou em terceiro lugar, com 23, empatado com Danny Green, do Toronto Raptors.

Harris abriu a rodada decisiva com 26 pontos, enquanto Hield não repetiu o bom desempenho da primeira fase e marcou só 19. Curry teve muitos acertos no começo da vez dele, perdeu ritmo nas estações três e quatro, e chegou ao carrinho decisivo com a obrigação de converter as cinco tentativas que valem dois pontos, para alcançar o empate. Mas, para a alegria do adversário, o armador do Warriors matou quatro bolas e terminou a disputa em segundo lugar.

Mais cedo, Jayson Tatum enfrentou Trae Young, do Atlanta Hawks, na final do Desafio de Habilidades. Depois de eliminar Mike Conley e Nikola Jokic, o ala do Boston se viu atrás do adversário na decisão, por isso arriscou um arremesso de três pontos, último estágio do percurso, quando ainda estava no meio da quadra. A cesta foi convertida para a frustração de Young, que havia feito a mesma coisa contra De'Aaron Fox, nas quartas de final.

"Não quis dar a ele uma chance. Honestamente, não sabia se eu ia acertar, mas eu tinha de arriscar. Joguei a bola para o alto, funcionou do melhor jeito", analisou Tatum.


 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.