Isaiah J. Downing/USA TODAY Sports
Isaiah J. Downing/USA TODAY Sports

A menos de um mês dos playoffs, NBA contabiliza recorde de árbitros afastados por covid-19

Ao todo, 24 juízes ficaram fora durante a temporada 2020/2021; no momento são 10, incluindo alguns veteranos que apitaram finais

Redação, Estadão Conteúdo

27 de abril de 2021 | 10h20

Nunca na história da NBA tantos árbitros foram afastados. Ao todo, 24 juízes ficaram fora durante a temporada 2020/2021. No momento são 10, incluindo alguns veteranos que apitaram finais. Nove em razão dos protocolos da covid-19 e um por lesão. Há menos de um mês para os playoffs, que têm início no dia 22 de maio, essa questão preocupa os dirigentes das franquias, mas não é pontuada pela Comissão de Arbitragem.

A maioria das ausências está relacionada ao rastreamento de contato, medida da liga que afasta profissionais que tiveram qualquer tipo de relação com alguém que testou positivo para o novo coronavírus - mesmo que não seja diretamente, como um parente de um amigo.

Com a curva da pandemia caindo cada vez mais rápido nos Estados Unidos, por conta da vacinação, a circulação da doença entre os árbitros ainda é alta. A razão para isso é que a arbitragem viaja sempre em voos comerciais, enquanto que os atletas e a delegação das franquias têm aviões privados.

"Nós na NBA temos medidas bastante rígidas, principalmente com os juízes, que pegam voos comerciais. Queremos que eles e os times envolvidos nos jogos que eles apitam se mantenham seguros. Por isso, afastamos pelo rastreamento de contato, mesmo se o risco for pequeno", afirmou Monty McCutchen, vice-presidente de treinamento e desenvolvimento dos árbitros da NBA em entrevista à ESPN americana.

McCutchen ainda relatou que as delegações de arbitragem diminuíram. Antes, três árbitros eram escalados para uma partida, hoje são apenas dois. Isso provocou um aumento no número de partidas dos seis juízes que estavam apitando na G League (liga de desenvolvimento da NBA). Nas temporadas anteriores, esses profissionais apitavam de seis a oito jogos. Neste ano, o número subiu para a faixa dos 20 a 25.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.