Alemanha vence a Angola depois de três prorrogações

A Alemanha precisou jogar três prorrogações para finalmente vencer a seleção de Angola por 108 a103, nesta quinta-feira, na quinta rodada do Grupo B da primeira fase do Mundial de basquete, no Japão. As duas seleções disputavam o segundo lugar da chave, que ficou com a Alemanha, comquatro vitórias e uma derrota. Angola teve três vitórias e duas derrotas.Foi a primeira tripla prorrogação da história do Campeonato Mundial, num jogo decidido pela grande exibição de Dirk Nowitzki, com 47 pontos. O ala-pivô do Dallas Mavericks salvou sua seleção comcestas espetaculares. Uma delas empatou o placar no fim da primeira prorrogação, forçando a segunda.Depois, Nowitzki repetiu a dose e levou o jogo para mais um período extra. Finalmente, com uma cesta de três pontos deu a vantagem à Alemanha, além de pegar um rebote defensivo e receber uma falta com a qual anotou os seus dois últimos pontos.As cestas de Nowitzki foram ainda mais marcantes porque sempre caíram nos últimos segundos e com algum jogador angolano na marcação. Os africanos não podiam acreditar. Tinham mostrado um grande jogo de equipe, com 33 pontos de Olimpio Cipriano, 22 de Eduardo Mingas e 21 de Joaquim Gomes.Mas o dia era de Nowitzki. Faltavam três segundos para acabar a primeira prorrogação e os árbitros deram uma bola de fundo aos alemães. O ala-pivô recebeu ao lado do garrafão e empatou o jogo: 83 a 83.No segundo período extra, ele repetiu a façanha. Converteu seus lances livres para fazer 95 a 95, a cinco segundos do fim. O show de Nowitzki rendeu os cinco últimos pontos da Alemanha.Angola perdia por 103 a 101 e mantinha as esperanças. Mas o alemão acertou uma cesta de três pontos a 39 segundos do fim. Com mais doislances livres, encerrou o único jogo na história do Mundial que precisou de três prorrogações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.