Alessandra alerta para nervosismo na estreia do Mundial

Jogadora mais experiente da seleção brasileira feminina de basquete, a pivô Alessandra alerta para o nervosismo natural que a equipe precisará superar na estreia do Mundial da República Checa, que acontece nesta quinta-feira, contra a Coreia do Sul. Mas ela confia numa boa vitória do Brasil na primeira rodada da competição.

AE, Agência Estado

22 de setembro de 2010 | 13h33

"Estreia em qualquer competição dá um friozinho na barriga tanto nas jogadoras mais novas como nas mais experientes", admitiu Alessandra, que já está com 37 anos e participou do grupo que deu o único título mundial ao Brasil no basquete feminino, em 1994. "O fundamental será estarmos focadas, concentradas o tempo todo."

Com a experiência de quem já jogou no basquete sul-coreano, a pivô também orienta as companheiras sobre os perigos do adversário. "A Coreia tem um estilo bem diferente do que estamos acostumadas. Temos que defender forte, marcar bem o chute de três pontos e tomar cuidado com os contra-ataques, que são muito rápidos", disse.

Assim, contando com o talento e a experiência de Alessandra, o Brasil enfrenta a Coreia do Sul nesta quinta-feira, na cidade de Brno, a partir das 10h15 (horário de Brasília). Ainda na primeira fase do Mundial da República Checa, a seleção brasileira jogará contra Mali, na sexta, e Espanha, no sábado.

Tudo o que sabemos sobre:
basqueteBrasilAlessandra

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.