Divulgação
Divulgação

Alex e Giovannoni dão maturidade à seleção de basquete

Técnico Ruben Magnano confia em dois experientes jogadores para assumirem a liderança da seleção brasileira masculina de basquete

AE, Agência Estado

26 de julho de 2013 | 16h21

SÃO PAULO - Com a ausência dos jogadores que atuam na NBA - Leandrinho, Nenê, Anderson Varejão, Tiago Splitter e Lucas Bebê pediram dispensa -, o técnico Ruben Magnano confia em dois experientes jogadores para assumirem a liderança da seleção brasileira masculina de basquete, dando mais maturidade ao grupo. O ala/armador Alex e o ala/pivô Guilherme Giovannoni, ambos com 33 anos, estão desempenhando esse papel na preparação para a disputa da Copa América, de 30 de agosto a 11 de setembro, na Venezuela.

"Alex e Guilherme são verdadeiras referências na seleção brasileira e servem de exemplo para os garotos que querem jogar basquete. Tenho o privilégio de comandar esses dois jogadores. Ambos são muito importantes para a estrutura da equipe. Eles sabem como é minha maneira de agir e como é meu trabalho e respondem com muita dedicação", elogiou Magnano, que deve usar ambos como titulares.

Os dois já servem a seleção há muitos anos. "Particularmente, evoluí muito com o tempo, física e tecnicamente. Com os erros, ficou a lição para não repeti-los, e, com a maturidade, ganhei mais confiança", disse Giovannoni. "Consegui evoluir em todos os aspectos e ganhei experiência. Já vivenciei tudo no basquete e estar sempre nas seleções é um motivo de muito orgulho", completou Alex.

Agora, o desafio dos dois veteranos é liderar um grupo jovem e desfalcado de nomes importantes na disputa da Copa América, que distribui vagas no Mundial de 2014 na Espanha. "Ser exemplo para os mais novos é uma responsabilidade ainda maior. Tudo que você faz em quadra serve de espelho para os meninos que estão começando a jogar. Procuro sempre ser uma referência para todos eles", comentou Alex.

Tudo o que sabemos sobre:
basqueteseleção brasileira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.