Alex trabalha para voltar à NBA

O ala/armador brasileiro Alex Garcia, de 25 anos, sonha em voltar à NBA, depois de ter sofrido ruptura no ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo em 12 de dezembro, quando teve rescindido seu contrato de risco com o New Orleans Hornets (até 10 de janeiro deste ano podia ser dispensado).Em Ribeirão Preto há um mês, onde foi revelado pelo COC e atuou por cinco anos, Alex faz sessões diárias de uma hora e meia de fisioterapia e bate uma bolinha no CT do COC. Mesmo sem vínculo, todo o seu tratamento fisioterápico foi bancado pelo time."Não posso fazer coletivo... Treino arremessos, fundamentos e condicionamento físico", contou Alex. A operação foi em 4 de janeiro e os médicos calculam seis meses para que volte a jogar.Alex diz que foi "duro" mudar de vida radicalmente depois do longo período de adaptação aos Estados Unidos, onde morou por dois anos com a mulher (Camila) e a filha Ana Lívia, de oito meses. O apartamento alugado pelo clube foi desocupado, com móveis e eletrodomésticos deixados em um outro espaço alugado. "Deixei tudo lá porque sinto que vou voltar", explicou.Ele também sonha em voltar à seleção brasileira. "Em agosto tem a Copa América (que classificará quatro times para o Mundial do Japão/2006) e quero estar no grupo", avisou Alex. A última vez que vestiu a camisa amarelinha foi no Pré-Olímpico de Porto Rico/ 2003 - o Brasil não conseguiu vaga para Atenas/2004, mas ele chamou a atenção do técnico do San Antonio Spurs, Gregg Popovich.No San Antonio não teve chance de ser titular - foi parar na lista de lesionados antes da sua equipe estrear, na pré-temporada, em outubro de 2003 (fraturou o pé esquerdo). Depois da mudança para o New Orleans Hornets, em junho do ano passado, Alex só teve chance de atuar por quatro jogos como titular. "Sei que o New Orleans ainda tem interesse em mim e outros times também. Quero voltar para os Estados Unidos e atuar uma temporada completa. Agora esse é meu grande sonho", disse Alex.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.