Allen Iverson pode ir para a prisão

Allen Iverson está em sérios apuros. Herdeiro da linhagem dos ?bad boys? que freqüenta a liga norte-americana de basquete, o astro da NBA é procurado pela polícia, que o acusa de invasão de domicílio com arma de fogo e ameaças contra dois homens. Quando o fato aconteceu, segundo os policiais, Iverson, completamente transtornado, procurava sua mulher.A promotoria da Filadélfia estudava, nesta quarta-feira, o deferimento do mandado de prisão, englobando acusações de assalto com agravante e ameaças terroristas. Iverson não tem licença para o uso de armas e nem registro. "Achamos que existem evidências suficientes para isso e vamos fazê-lo, isto é, prender Iverson", declarou o tenente Michael Chitwood.Se a promotora Lynne Abraham expedir o mandado, o ídolo do Philadelphia 76?ers será imediatamente convidado a se apresentar para cumprir a ordem. Iverson não foi encontrado em seu palacete, situado num subúrbio da Filadélfia. Seu clube, na noite de terça-feira, reconheceu que "a ordem de prisão era iminente"."Vamos continuar a apoiar Allen enquanto aguardamos o desfecho desses procedimentos", explicou em nota a direção dos 76?ers. O advogado do clube, Tom Shuttleworth, não fez nenhum comentário. O jogador do Philadelphia, um ?baixinho? invocado de 1,83 m, nascido em junho de 1975 em Hamptonh, na Virgínia, é seguramente um dos dez jogadores mais bem pagos da NBA. Não ganha menos de US$ 2 milhões por mês - isso naturalmente sem contar o que fatura por ano com contratos publicitários e direitos de imagem.Uma das supostas vítimas, Charles Jones, contou à polícia que o jogador invadiu o apartamento buscando sua mulher, Tawanna, e a sobrinha Shaun Bowman, no dia 3 de julho. A menina vive no imóvel, mas ninguém estava lá no momento. Jones não quis revelar quais foram as palavras e as ameaças feitas por Iverson, limitando-se a informar que ele trazia um revólver preto numa das mãos.Iverson foi eleito o jogador mais valioso da NBA na temporada passada, por ter comandado os 76? ers até a final contra o Los Angeles Lakers. Foi a primeira vez em 18 anos que o time da Filadélfia chegou à decisão do título. No mesmo ano, Iverson casou-se com Tawanna, com que tem dois filhos.Quando freqüentava o ginásio, em 93, Iverson foi preso na Virgínia após uma briga de rua e cumpriu quatro meses de prisão, antes que o governador Douglas Wilder o anistiasse. O Tribunal de Justiça daquele Estado, em 1995, extinguiu a condenação. Em 97, ele foi detido em outra cidade da Virgínia, dentro de um carro, com um revólver e uma porção de maconha. Condenado, obteve liberdade vigiada.Há dois anos, já ídolo da NBA, gravou um CD de rap, recheado de letras incitando à violência e à vida nas ruas. Organizações feministas, de defesa dos direitos civis e de grupos gays exigiram a retirada do CD do mercado, ameaçando com uma campanha de boicote à NBA. Após tensas negociações, o superintendente executivo da liga, David Stern, fez Allen Iverson pedir desculpas públicas, além de regravar todas as músicas, em que as letras tiveram seu conteúdo amenizado.Não é a primeira e nem deverá ser a última vez que astros do basquete norte-americano se envolvem em encrencas fora das quadras. O ícone dessa característica é sem dúvida Dennis Rodman, pivô que conseguia média de 15 rebotes por jogo, ganhava rios de dinheiro também por seu talento no marketing pessoal e que encerrou a carreira após a temporada reduzida, de 1998/1999, pelo Los Angeles Lakers. As festas cinematográficas do ex-namorado da cantora Madonna, por exemplo, geralmente terminavam com a chegada dos carros da polícia.O caso mais recente de envolvimento de um astro da NBA com a polícia foi com Jayson Williams. O ex-jogador do New Jersey Nets é acusado de homicídio. A Justiça norte-americana o considera o principal suspeito do assassinato de um motorista que conduzia a limusine alugada pelo jogador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.