Netflix
Netflix

Documentário da Netflix sobre a AND1 vai explicar ascensão e queda da marca de streetball

Empresa revolucionou e popularizou o basquete de rua no fim dos anos 1990, tornando-se uma indústria famosa e lucrativa, mas que depois "sumiu" do mercado

Redação, O Estado de S.Paulo

04 de agosto de 2022 | 15h00

O que aconteceu com a AND 1? O documentário Untold: The Rise and Fall of AND1, da Netflix, tem estreia mundial prevista para 23 de agosto e tenta responder essa e outras perguntas. A AND 1 revolucionou e popularizou o streetball (basquete de rua) no fim dos anos 1990.

O documentário narra como três amigos lançaram o "And1 Mixtape Tour", uma competição itinerante de basquete e uma empresa de tênis, camisas e acessórios do esporte. Os vídeos com dribles desconcertantes e jogadas mirabolantes dos atletas habilidosos viralizaram em uma era pré-internet. As fitas com jogadas incríveis em quadras espalhadas pelos Estados Unidos rodavam o país inteiro. A ESPN também passou a exibir os lances mais destacados em um programa na sua grade de programação, o que só catapultou o projeto ao estrelato.

Logo, a AND 1 virou uma marca milionária e, em pouco tempo, uma indústria lucrativa. Os jogadores mais conhecidos viajaram para o exterior, fizeram aparições em revistas e programas de TV consagrados. Nomes como Hot Sauce, Skip 2 My Lou, The Professor, The Main Event e Shane the Dribbling Machine integraram a equipe e levavam os fãs à loucura. Astros da NBA usavam tênis da AND1, dando ainda mais holofotes para a marca. Entre 2009 e 2010, a AND1 perdeu o protagonismo. A empresa deixou de ser uma dos principais do mercado de basquete.

O documentário mostra os cofundadores da empresa Seth Berger, Jay Coen Gilbert e Tom Austin, além dos próprios jogadores da época, para debater a ascensão e queda da marca e entender o que deu errado. A obra faz parte da série Untold da Netflix, que explora momentos da história dos esportes.

"Para contar a história da And1 você tem de contar a história de coragem, paixão, perseverança e um amor eterno pelo basquete", disse o diretor Kevin Wilson Jr. em comunicado oficial. "Esta não é apenas a história de lendas do streetball que deram início a um movimento de mudança de cultura e viveram seus sonhos de serem pagos para jogar quando praticamente todos os outros os excluíram".

Tudo o que sabemos sobre:
Netflixdocumentáriobasquete

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.