Aniversariante, Thompson lidera Warriors em vitória; Cavaliers ganha a 4ª seguida

Time de Oakland fez valer o fator quadra ao atropelar um desfalcado Chicago Bulls

O Estado de S.Paulo

09 Fevereiro 2017 | 10h50

Em dois dos 12 jogos da rodada cheia de quarta-feira à noite na NBA, o Golden State Warriors e o Cleveland Cavaliers justificaram a condição de respectivos líderes das Conferências Oeste e Leste com vitórias por boa vantagem de pontos. O time de Oakland fez valer o fator quadra ao atropelar um desfalcado Chicago Bulls por 123 a 92, enquanto a equipe de LeBron James superou o Indiana Pacers por 132 a 117, fora de casa.


E o grande nome desta que foi a 44ª vitória do Warriors em 52 partidas nesta temporada regular acabou sendo justamente o aniversariante Klay Thompson, que completou 27 anos neste 8 de fevereiro e liderou a sua equipe como cestinha da partida, com 28 pontos.


Já o Bulls, que não pôde contar com Dwayne Wade e Jimmy Butler, amargou a sua 27ª derrota em 53 jogos, mas segue na zona de classificação para os playoffs da liga de basquete dos Estados, na sétima posição da Conferência Leste.


Kevin Durant, com um "double-double" de 22 pontos e dez rebotes, foi o outro principal destaque da vitória do Warriors, que ainda contou com 19 pontos de Draymond Green e apenas 13 de Stephen Curry, astro que não estava com a mão "calibrada" como de costume em seus arremessos.


Pelo lado do Bulls, o pivô Robin Lopez foi quem mais se sobressaiu, com 17 pontos e dez rebotes, mas sua boa atuação não ameaçou o domínio imposto pelos atuais vice-campeões da NBA. O brasileiro Cristiano Felício, por sua vez, esteve em quadra por 15 minutos pela equipe de Chicago e ajudou sua equipe com seis pontos e quatro rebotes.


CAVALIERS EMBALADO - Ao derrotar o Indiana Pacers, o Cleveland Cavaliers contabilizou a sua quarta vitória seguida e manteve o embalo como líder do Leste, agora com 36 triunfos em 51 partidas. Já a equipe de Indianápolis sofreu a sua 23ª derrota em 52 jogos e é a sexta colocada da mesma conferência.


Para emplacar mais um triunfo, os atuais campeões da NBA foram impulsionados principalmente pela boa atuação do trio Kyre Irving, Kyle Korver e LeBron James. Os dois primeiros foram os cestinhas da partida, ambos com 29 pontos, enquanto o astro maior da equipe marcou 25 e ainda enfileirou nove assistências.


Kevin Love, com um "double-double" de 14 pontos e dez rebotes, foi outro nome importante do triunfo do Cavaliers, enquanto o Pacers teve CJ Miles como maior pontuador, com 23, um a mais do que Paul George e Jeff Teague, sendo que o último deles garantiu dois dígitos em dois fundamentos ao distribuir 14 assistências.


Outro time que fez valer o seu favoritismo fora de casa nesta quarta-feira foi o San Antonio Spurs, que passou pelo Philadelphia 76ers por 111 a 103 e alcançou a sua 40ª vitória em 52 jogos como vice-líder da Conferência Oeste. Já a equipe anfitriã deste confronto amargou o seu 34º revés em 52 jogos, retrospecto que a mantém como penúltima colocada do Leste.


Kawhi Leonard, com 32 pontos, foi o cestinha da partida pelo Spurs, que teve Tony Parker como segundo maior destaque ofensivo, com 18.


HEAT EMPLACA A 12ª SEGUIDA - Se o Cavaliers conquistou a quarta vitória seguida, o Miami Heat obteve nesta quarta-feira à noite nada menos do que o seu 12º triunfo consecutivo ao superar o Milwaukee Bucks por 106 a 88, fora de casa.


A nova vitória fez a equipe seguir a sua luta para alcançar uma antes improvável classificação para os playoffs da NBA após um início de temporada muito ruim. O time já está na décima posição do Leste, com 23 vitórias em 53 jogos, e agora está logo à frente justamente do Bucks, 11º, com 29 derrotas em 51 partidas.


Para emplacar a 12ª vitória seguida, o Heat foi impulsionado principalmente pela grande atuação de Hassan Whiteside, dono de um "double-double" de 23 pontos e 16 rebotes.

BRASILEIROS - Além de Felício pelo Bulls, outros brasileiros marcaram presença em quadra na rodada desta quarta-feira da NBA. Um deles foi Marcelinho Huertas, que contabilizou oito pontos, três rebotes e duas assistências nos apenas 12 minutos em que foi utilizado pelo Los Angeles Lakers na derrota por 121 a 102 para o Detroit Pistons, fora de casa.


Assim, a equipe da Califórnia deu continuidade à péssima campanha que realiza ao perder pela 37ª vez em 55 jogos, retrospecto que a deixa na penúltima posição do Oeste. Já o Pistons contou com 24 pontos e 17 rebotes de Andre Drummond para alcançar o seu 25º triunfo em 53 partidas e se garantir na oitava posição do Leste.


Outro brasileiro que saiu derrotado de quadra nesta quarta-feira à noite foi Leandrinho, que atuou por 17 minutos pelo Phoenix Suns e fez apenas quatro pontos, pegou quatro rebotes e deu uma assistências no confronto no qual o seu time caiu por 100 a 91 diante do Memphis Grizzlies, fora de casa.


Já o brasileiro Lucas Bebê teve atuação ainda mais apagada ao jogar 21 minutos e contabilizar apenas dois pontos, uma assistência e um rebote pelo Toronto Raptors, que também foi derrotado ao ser batido por 112 a 109 pelo Minnesota Timberwolves. Foi o 22º revés da equipe canadense em 54 jogos, retrospecto que a deixa na quarta posição do Leste.


CONFUSÃO E DERROTA - O New York Knicks ganhou motivos de sobra para lamentar a fase ruim que vive na NBA. Além de cair por 119 a 115 diante do Los Angeles Clippers, em casa, no Madison Square Garden, viu um famoso ex-jogador da equipe, Charles Oakley, brigar com seguranças e ser retirado do local à força.


A confusão interrompeu o jogo por alguns minutos durante a primeira metade do confronto e, após o ocorrido, o Knicks divulgou uma nota oficial na qual destacou que o ex-ala-pivô de 2,03m se comportou de maneira inadequada. A franquia ainda aconselhou o seu ex-jogador a procurar ajuda, tendo em vista a atitude de quem parecia transtornado ao discutir com os seguranças na beira da quadra.


Hoje com 53 anos de idade, Oakley jogou por 19 na NBA, entre 1985 e 2004, sendo que entre 1988 e 1998 ele atuou pelo Knicks. Em sua carreira também vestiu as camisas de Chicago Bulls, Toronto Raptors, Washington Wizards e Houston Rockets, se destacando como grande reboteiro e líder do fundamento nas temporadas de 1987/1988 e 1988/1989, tendo acumulado um total de 12.205 rebotes na liga. Para completar, ainda marcou 12.417 pontos.


Sem Oakley como espectador por mais da metade do duelo, o Clippers triunfou principalmente por causa das ótimas atuações de Blake Griffin, cestinha com 32 pontos, e Deandre Jordan, autor de 28 pontos e 15 rebotes. Pelo lado do Knicks, Carmelo Anthony foi o maior pontuador, com 28 ao total.


Assim, o Knicks passou a contabilizar 32 derrotas em 54 jogos e ocupa a 12ª posição do Leste, enquanto o Clippers é o quinto colocado do Oeste, agora com 32 vitórias em 53 partidas.



Confira os resultados da rodada desta quarta-feira:


Philadelphia 76ers 103 x 111 San Antonio Spurs

Indiana Pacers 117 x 132 Cleveland Cavaliers

Brooklyn Nets 110 x 114 Washington Wizards

Atlanta Hawks 117 x 106 Denver Nuggets

Detroit Pistons 121 x 102 Los Angeles Lakers

Milwaukee Bucks 88 x 106 Miami Heat

Memphis Grizzlies 110 x 91 Phoenix Suns

New Orleans Pelicans 94 x 127 Utah Jazz

Minnesota Timberwolves 112 x 109 Toronto Raptors

New York Knicks 115 x 119 Los Angeles Clippers

Golden State Warriors 123 x 92 Chicago Bulls

Sacramento Kings 108 x 92 Boston Celtics


Confira os jogos desta quinta-feira:


Charlotte Hornets x Houston Rockets

Orlando Magic x Philadelphia 76ers

Oklahoma City Thunder x Cleveland Cavaliers

Dallas Mavericks x Utah Jazz

Portland Trail Blazers x Boston Celtics

Mais conteúdo sobre:
basquete

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.