John G. Mabanglo/EFE
John G. Mabanglo/EFE

Apesar de lesão nos olhos, Harden garante que enfrentará os Warriors no sábado

Armador do Houston Rockets levou pancada no rosto ao trombar com Draymond Green no jogo 2 da série semifinal

Redação, Estadão Conteúdo

02 de maio de 2019 | 20h50

James Harden garantiu, nesta quinta-feira, que estará em ação na terceira partida, sábado, entre Houston Rockets e Golden State Warriors, pela semifinal da Conferência Oeste da NBA, apesar das lesões nos olhos. O astro do time do Texas foi atingido por Draymond Green no segundo jogo da série, que é dominada pela equipe de Oakland por 2 a 0.

"Se eu joguei em estado muito pior, o que faz você pensar que eu vou ficar no banco no terceiro jogo?", perguntou Harden aos jornalistas, em entrevista coletiva, com olho esquerdo bem mais machucado do que o direito.

Harden machucou no primeiro quarto do duelo de terça-feira à noite, após se chocar com Green ao tentar agarrar um rebote de seu próprio arremesso. Ele caiu na quadra e ficou se contorcendo, mas foi rapidamente atendido pelos médicos. Voltou para o jogo no segundo quarto e ainda fez 29 pontos, sendo o cestinha da partida ao lado de Kevin Durant, dos Warriors.

"Quando ele se machucou, não tinha pontos marcados. Voltou com um olho fechado e outro embaçado e ainda assim conseguiu 29 pontos", disse o técnico Mike D'Antoni. "Muitas pessoas não teriam jogado. Então o que aconteceu foi muito especial."

Harden treinou nesta quinta-feira na preparação dos Rockets para receber os Warriors nos dois próximos jogos da série. "O problema ainda existe. Ainda é muito difícil, principalmente por causa das luzes brilhantes. Mas eu posso ver vocês (jornalistas) um pouco melhor, então é tudo isso que importa", disse Harden, que passou por uma consulta com um oftalmologista na quarta-feira.

Steve Kerr, técnico dos Warriors, falou da sua preocupação com Harden, enquanto Green pediu desculpas pelo incidente. "São coisas que acontecem no esporte. Fico feliz que James esteja bem. Tudo parece que vai ficar bem", disse Kerr.

Melhor jogador da liga no ano passado, Harden afirmou que passou por várias lesões na carreira, mas esta é a mais difícil de lidar. "É diferente. Não é como uma lesão no tornozelo, que eu já torci umas cem vezes, e sei lidar com isso. Quando você fica com a visão embaçada, realmente é difícil. Mas não há desculpas."

Harden e D'Antoni zombaram da possibilidade de o atleta usar óculos de proteção no jogo de sábado. "Talvez um tapa-olho. Vai ser um olhar de pirata."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.