Após confusão, ex-jogador do New York Knicks é banido do Madison Square Garden

Charles Oakley brigou com dirigentes da equipe durante uma partida na última quarta-feira

Estadao Conteudo

11 Fevereiro 2017 | 11h54

Protagonista de uma confusão em jogo do New York Knicks na NBA, o ex-jogador Charles Oakley foi banido do tradicional Madison Square Garden em decisão do dirigente do local, James Dolan, anunciada na noite de sexta-feira. Dolan afirmou que a punição não é definitiva.

"Colocamos a punição, mas espero que não seja para sempre", declarou Dolan, em entrevista à rádio ESPN. A decisão se deve ao episódio ocorrido na noite de quarta, quando Oakley foi retirado à força do ginásio durante partida do Knicks contra o Los Angeles Clippers, em rodada da NBA.

Convidado a se retirar, o ex-ala-pivô do Knicks, de 2,03 metros de altura, impôs resistência e precisou ser conduzido por alguns seguranças para deixar o local. Imagens mostram Oakley discutindo com seguranças e um dirigente da própria equipe de basquete. O ex-atleta chegou a empurrar duas vezes o membro da direção do time.

Oakley ainda não se manifestou sobre o episódio. E o dirigente responsável pela administração do Madison Square Garden não deu detalhes sobre a discussão. Disse apenas que o ex-jogador teria proferido insultos de ordem racial e sexual. Dolan alegou contar com dezenas de testemunhas. Oakley teria tido comportamento inadequado mesmo antes de se sentar para assistir ao jogo de uma das primeiras fileiras da arquibancada.

A confusão interrompeu o jogo por alguns minutos durante a primeira metade do confronto e, após o ocorrido, o Knicks divulgou uma nota oficial na qual destacou que o ex-ala-pivô se comportou de maneira inadequada. A franquia ainda aconselhou o seu ex-jogador a procurar ajuda, tendo em vista a atitude de quem parecia transtornado ao discutir com os seguranças na beira da quadra.

Hoje com 53 anos de idade, Oakley jogou por 19 na NBA, entre 1985 e 2004, sendo que entre 1988 e 1998 ele atuou pelo Knicks. Em sua carreira também vestiu as camisas de Chicago Bulls, Toronto Raptors, Washington Wizards e Houston Rockets, se destacando como grande reboteiro e líder do fundamento nas temporadas de 1987/1988 e 1988/1989, tendo acumulado um total de 12.205 rebotes na liga. Ele ainda marcou 12.417 pontos.

Mais conteúdo sobre:
NBA Basquete

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.