Divulgação/Milwaukee Bucks
Divulgação/Milwaukee Bucks

Após disputar playoffs com interino, Bucks anuncia Budenholzer como novo técnico

Treinador chega para ocupar uma lacuna de longa data no Bucks: franquia não tinha um técnico efetivo desde janeiro

Estadão Conteúdo

17 Maio 2018 | 18h18

O Milwaukee Bucks oficializou nesta quinta-feira a contratação de Mike Budenholzer como novo técnico. O profissional de 48 anos chega à franquia de Wisconsin depois de ter sido demitido do Atlanta Hawks ao fim da última temporada, na qual a equipe da Georgia terminou na última colocação da Conferência Leste.

Suns ganha sorteio e fará primeira escolha do Draft da NBA

Budenholzer chega para ocupar uma lacuna de longa data no Bucks. Afinal, a franquia não tinha um técnico efetivo desde o dia 22 de janeiro, quando demitiu Jason Kidd. De lá para cá, Joe Prunty vinha comandando a equipe interinamente, inclusive nos playoffs, em que caiu na primeira rodada para o Boston Celtics.

"Nós estamos muito empolgados por dar as boas-vindas a Mike Budenholzer como técnico do Milwaukee Bucks", declarou o diretor-geral do Bucks, Jon Horst. "Mike teve papel importante na construção de times de sucesso em sua carreira. É extremamente respeitado e mostrou uma habilidade especial para ensinar e desenvolver jogadores. Sua liderança, intelecto de basquete e experiência fazem dele o encaixe certo para levar nosso time ao próximo nível."

Budenholzer é mais um ex-auxiliar de Gregg Popovich no San Antonio Spurs a brilhar como técnico. Foram 17 anos na franquia texana até a proposta do Atlanta Hawks para se tornar técnico. Na Georgia, trabalhou de 2013 a 2018 e teve na temporada 2014/2015 seu maior destaque, quando levou a equipe a uma campanha histórica que terminou no vice-campeonato da Conferência Leste.

Na atual temporada, porém, o Hawks decidiu reconstruir todo seu elenco e, para isso, perdeu alguns de seus maiores destaques. O resultado foi a última colocação do Leste, com apenas 24 vitórias em 82 partidas. A continuidade de um técnico emergente, então, não fazia mais sentido para nenhum dos dois lados.

No Bucks, Budenholzer vai encontrar um elenco jovem e talentoso, mas que sofria justamente com a falta de comando adequado. Ele liderará nomes como os de Giannis Antetokounmpo, Jabari Parker, Eric Bledsoe, Khris Middleton e Malcom Brogdon. Até por isso, se mostrou bastante empolgado com o desafio.

"Sou extremamente grato à diretoria do Bucks. Temos uma tremenda chance de levar o time ao próximo nível. Estou ansioso para trabalhar com este grupo de jovens e empolgantes jogadores e ajudá-los a desenvolver de diversas formas", comentou. "Agora, nos resta encaixar as peças, e mal posso esperar para começar."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.